Luciane defende reestatização de empresas públicas

A candidata do PSTU, Luciane Santos, participou nesta sexta-feira (21) da série de entrevistas “Fala Candidato”, do Jornal do Piauí, e defendeu a reestatização de empresas públicas como a Cepisa e a Agespisa, esta última no caso de Teresina. Para ela, o Piauí foi palco de uma farra de privatizações.

“Houve uma farra de privatização aqui no Estado, a Eletrobras foi entregue a preço de banana, 50 mil reais. Isso é um absurdo. A Agespisa da mesma forma, Ceasa, as rodoviárias”, afirmou, defendendo a reestatização.

“Precisamos reestatizar essas empresas que foram colocadas sob o controle dos trabalhadores. O Estado tem uma dívida ativa que gira em torno de R$ 2  bilhões. Boa parte dessa dívida vêm de empresas que são isentas de impostos. Nós propomos a reestatização de todas essas empresas também”, declarou.

Luciane disse ainda que, se eleita, vai trabalhar para realizar uma ampla reforma agrária no Estado. “Defendemos uma reforma agrária, mas não é só dar o pedaço de terra para o agricultor familiar, tem que ter linha de crédito com juros baixo, investimento tecnológico para que consiga vender sua produção. O Piauí tem se transformado em uma verdadeira roça, com plantação de apenas milho e soja, que não mata a fome do povo”, declarou.

Lula

A candidata comentou ainda a  prisão do ex-presidente Lula e foi taxativa ao dizer que o petista colhe o que  plantou.

“Não pedimos a prisão de lula, mas também não vamos pra rua defendê-lo. Ele está colhendo o que plantou”, finalizou.

%d blogueiros gostam disto: