Novo presidente do Sinpolpi denuncia situação precária de delegacias no interior

Delegacias de polícia no interior encontram-se em completo estado de abandono. Os prédios, em sua maioria, depreciados. Mostram, conforme denúncias, o nível de descompromisso do atual governo com a segurança pública.

Na semana passada, o novo presidente do Sinpolpi (Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Piauí), Toni Boson, publicou fotografia do prédio da delegacia de Amarante, 127 km de Teresina.

O prédio está bastante afetado. Tudo indica que faz tempo ter passado pela última reforma ou manutenção. Alguns operadores do direito dialogam em frente ao mesmo.

Toni Boson aparece diante da delegacia segurando alguns documentos. Ele fez visita de reconhecimento a várias delegacias do interior. O objetivo é demonstrar a realidade enfrentada pelo sistema.

O sindicalista postou o seguinte comentário: “Não se assustem, isso é um prédio de uma delegacia de polícia na cidade de Amarante. O prédio dessa delegacia pode desabar a qualquer momento em cima dos policiais e dos populares que horrorizados procuram os serviços da polícia civil naquela cidade. Inaceitável!.”

Ele questiona, ao final: “Qual o compromisso desse governo com a segurança pública?”

CONCURSADOS

Numa outra vertente, Boson defende a convocação de policiais civis aprovados em concurso público. Ele recebeu, recentemente, na sede do Sindicato um grupo de concursados que fez apelo ao governo do estado.

Eles querem ser convocados para o curso de formação na Acadepol (Academia de Polícia Civil do Estado do Piauí).

“Recebemos na sede do sindicato a turma de concursados da polícia civil certame 2018 que solicitaram apoio para agir junto ao governo do Estado no sentindo de serem chamados para o curso de formação na academia de Polícia Civil”, comentou o presidente.

“Seria uma atitude inteligente do governo Wellington Dias em diminuir o prejuízo causado a sociedade piauiense pela falta de planejamento na segurança pública.” 

Toni Rodrigues

%d blogueiros gostam disto: