Prefeito é ameaçado de morte na internet: ‘Qualquer hora o Mão Santa tá sendo derrubado’

Áudio que circula em grupos no WhatsApp e foi compartilhado nesta quarta-feira (15.12) na página “BBB PHB Notícias”, no Instagram, mostra clara ameaça de morte ao atual prefeito de Parnaíba, Mão Santa.

“Polícia véa fulerági, esse Mão Santa aí tá é com nada, rapá, é um otário, só gosta de comer dinheiro é no mole, pois é, qualquer hora o Mão Santa aí tá sendo derrubado (sic)”, diz um homem não identificado em um dos áudios.

Ouça no vídeo abaixo:

Criminalidade

Desde a última sexta-feira (10/12), oito pessoas morreram assassinadas por disparos de arma de fogo em Parnaíba.

Na noite da última terça-feira (14/12), uma criança de apenas oito anos foi baleada nas duas mãos em uma rua do bairro São Vicente de Paula, imediações da Escola Municipal Cândido Athayde. Ela foi conduzida por uma viatura da Polícia Militar e deu entrada no Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA) por volta das 21h15. O caso aconteceu cerca de duas horas após o assassinato de um homem identificado como Renilson, no bairro Dom Rufino III.

Já na manhã desta quarta-feira (15/12), um homem foi morto em tentativa de assalto na avenida Pinheiro Machado. Ele foi identificado pelo apelido Foquito.

Índices

O município de Parnaíba somente este ano registrou 81 homicídios, enquanto em 2020 foram 30. Os dados representam um aumento de 158% na taxa de assassinatos no município.

Força Nacional

No último dia 16 de setembro, o prefeito Mão Santa, emitiu documento solicitando a presença da Força Nacional ao município de Parnaíba, no que não foi atendido. Ele havia convocado em caráter de urgência uma reunião com os representantes das forças de segurança (Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Militar e Guarda Civil), o presidente da Câmara Municipal de Parnaíba, o procurador geral do município de Parnaíba e, secretários municipais, para discutir uma solução contra a crescente onda de violência e assassinatos na cidade.

É público que Parnaíba e o litoral piauiense vivem uma escalada da violência. Em julho deste ano, durante divulgação dos resultados da Operação Dionísio II, deflagrada pela Polícia Federal, representantes da instituição afirmaram em entrevista que “pelo menos 40 assassinatos na região foram motivados pela guerra entre as facções rivais Comando Vermelho (CV) e Primeiro Comando da Capital (PCC).

%d blogueiros gostam disto: