Piauiense na Ucrânia: Wellington Dias pede ajuda a Bolsonaro e a Ciro

governador Wellington Dias (PT) enviou nesta quarta-feira (02) três ofícios direcionados ao presidente Jair Bolsonaro (PL), ao ministro da Casa Civil Ciro Nogueira (PP) e ao ministro das Relações Exteriores Carlos França, pedindo ajuda para retirar a piauiense Kedma Araújo da Ucrânia e mais duas brasileiras da Ucrânia, atacada pela Rússia desde a última quinta-feira (24).

Dias reconhece o trabalho do Itamaraty e relata a dificuldade das atletas deixarem o país em guerra. Ele também fornece os dados pessoais e o endereço de onde elas estão. De acordo com o ofício, o governo do Piauí está em contato com Kedma que informou “estarem bem de saúde, mas precisando de apoio para se deslocarem em segurança até a fronteira, e de lá, retornarem ao Brasil”.

Nos ofícios, além de Kedma Laryssa Santos Araújo, que é lateral-direita do time ucraniano Kryvbas Women, o governador cita Gabriela Zidoi, do Espirito Santo; e Lidiane de Oliveira, de São Paulo. As três companheiras de clube estão no Hotel Mizar em Kryvyi Rih esperando orientações da embaixada brasileira para deixar o país. A cidade de Kryvyi Rih é um importante centro industrial e administrativo no sudeste da Ucrânia.

Kedma Araújo é ex-Tiradentes – Piauí e embarcou para o país europeu em agosto de 2021.

%d blogueiros gostam disto: