Pedofilia! Ministério da Justiça proíbe exibição de filme de Danilo Gentili e Fábio Porchat

O Ministério da Justiça e Segurança Pública determinou que o filme “Como se tornar o pior aluno da escola“, com Danilo Gentili e Fabio Porchat, seja removido dos catálogos das plataformas de streaming no Brasil. Isso mesmo! O longa, lançado em 2017, foi alvo de críticas na web e chamou atenção dos governantes do país. As informações são do Área Vip.

Dessa forma, após as polêmica envolvendo o filme, o ministro da Justiça, Anderson Torres, revelou no domingo (13/03), que “tomaria providências”. No entanto, dito e feito, a justiça proibiu a exibição do filme nas plataformas digitais do Brasil.

Em suma, de acordo com o jornal O Globo, caso a medida do Ministério não seja cumprida em um prazo legal de cinco dias, um multa estipulada no valor de R$ 50 mil será aplicada às empresas que exibirem o filme. Aliás, vale lembrar que, atualmente o projeto idealizado e roteirizado por Gentili, está em exibição na Netflix Brasil.

Sendo assim, Sydney Sanches, presidente da OAB comentou sobre o caso e pontuou: “Naturalmente, pode-se discutir se a classificação etária está errada ou não. O Ministério da Justiça pode, inclusive, recomendar e dizer que considera que determinada classificação não atende. O que não pode é impedir a circulação da obra. Não há prerrogativa constitucional para isso”, explica Sydney.

Além disso, vale lembrar que, o foco central da decisão do Ministério da Justiça foi devido a grande repercussão do filme, lançado em 2017, e com recorde de bilheteria, ter voltado a tona, somente nesta última semana. Em suma, a cena que viralizou, é a qual o personagem de Fábio Porchat, o vilão Cristiano, chantageia e assedia sexualmente dois garotos. Pedindo que eles parem de discutir e, para não serem prejudicados na escola, o masturbem. Situação polêmica, mais e você leito, o que achou da decisão? Comenta aí!

%d blogueiros gostam disto: