“Covid não vai acabar e vamos ter que conviver com ela”, diz Queiroga

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que o Brasil vai “ter que conviver” com a covid-19 após anunciar o fim da Espin (Emergência de Saúde Pública de Importância Nacional). A declaração foi dada hoje após o chefe da pasta fazer pronunciamento em cadeia nacional de rádio e televisão ontem informando iria divulgar um ato normativo nos próximos dias com a medida.

“Essa norma reconhece o que nós já vivemos no Brasil normalmente. A covid não acabou e não vai acabar, pelo menos nos próximos tempos. Vamos ter que conviver com ela”, disse Queiroga durante coletiva de imprensa. “Nenhuma política pública de saúde será interrompida”, acrescentou.

A Espin (Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional), decretada pelo governo federal em 2020, possibilita a compra de materiais hospitalares por bens públicos com mais celeridade, além da aplicação emergencial de vacinas aprovadas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) – é o caso da CoronaVac, que ainda depende deste aval de emergência para ser aplicada no país.

A covid-19 continua sendo a doença que mais mata no país, apontam dados mais recentes dos cartórios de registro civil. Neste domingo (17), o Brasil registrou 18 novas mortes pela covid-19 e média móvel de 100 mortes pela doença na última semana. Os dados são do consórcio de veículos de imprensa do qual o UOL faz parte.

%d blogueiros gostam disto: