Olho D’água promove campanha contra a exploração sexual infantil

Olho D’água do Piauí no decorrer dos anos, tradicionalmente, realizou ações através da rede socioassistencial e parceiros, como a campanha do 18 de MAIO, para o combate ao abuso e a exploração sexual contra CRIANÇAS e ADOLESCENTES.

Em decorrência da pandemia o movimento não aconteceu nos últimos 2 anos, já este ano a programação se iniciou no dia 18/05 com caminhadas, panfletagens, rodas de conversas pela zona rural e finalizou ontem, dia 30/05, na sede do município, no auditório da Câmara municipal com uma ação organizada pelo
Conselho tutelar onde aconteceram várias falas de participantes seguido de uma palestra com a Dra. Joselisse Nunes, promotora de justiça do Ministério Público do Estado do Piauí, contou com a participação do NUCA (núcleo de cidadania de adolescentes); adolescentes do serviço de convivência e fortalecimento de vínculos; secretária municipal de saúde Antonia do N. Lima Santos (Dira); da Psicóloga do CRAS Mariana Leal; da coordenadora do CADUNICO Maria Barros, que neste ato representou a primeira dama e secretária de assistência social Calurinda Leal, que por motivo de saúde não compareceu ao evento; da presidente do CMDCA Janaína Leal; da diretora da UBS Ivana Leal; da polícia militar através do soldado Wilson; de vários alunos das escolas das redes municipal e estadual; dos agentes comunitários de saúde José Cassiano e Renaria Rocha; do professor Gonçalo Leal representante da Secretaria de educação; do vereador Manin e trabalhadores do SUAS(sistema único de assistência social).
A promotora de Justiça
Dra Joselisse Nunes, falou sobre a importância da campanha e considerando a complexidade dos crimes de violência sexual e até a fragilidade em que as vítimas se encontram, “é muito importante que o trabalho policial seja feito com bastante cuidado, no que tange à abordagem à vítima”, acrescentou a doutora.
É necessário lembrar que a repetição dos fatos pode causar sofrimentos à vítima, chamou atenção também para muitos que permeiam os crimes sexuais contra menores, por isso, é importante que pais, familiares e até mesmo agentes de segurança pública que atendam essas vítimas estejam atentos a todos os sinais.
No final as conselheiras(o) tutelares agradeceram a todos e principalmente a prefeitura em nome do prefeito Toin Leal o apoio nestas ações.

Histórico

O dia 18 de maio marca uma luta diária da sociedade brasileira: a proteção de nossas crianças e adolescentes contra os crimes de abuso e exploração sexual. A data marca o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes e foi escolhida em alusão ao crime ocorrido no Espírito Santo, em 1973, que vitimou a menina Araceli Cabrera Crespo, sequestrada, violentada e assassinada aos oito anos de idade.

%d blogueiros gostam disto: