Monsenhor Gil: Envolvidos com o circo acusado de explorar crianças podem ser presos

Conselheiros tutelares visitaram nesta segunda (15/04) o circo que é acusado, não de colocar crianças para trabalhar, mas também a incentivá-las à exploração sexual.

De acordo com reportagem exibida no programa Jornal do Piauí, da TV Cidade Verde, apresentado pelo jornalista Amadeu Campos, uma família numerosa de artistas circenses vive fazendo apresentações pelo Piauí, entre essas famílias até uma composta por 10 crianças, segundo o jornalista Tiago Melo.

No circo, atualmente instalado à beira da BR 316, há pelo menos 6 crianças, que trabalham. Conforme explicação da conselheira tutelar Bernadete Almeida, a denúncia feita ao conselho é de que as crianças fazem poses sensuais durante as apresentações, que custa R$ 3,00 para adultos e R$ 3,00 para crianças.

Para a jornalista Sayuri Sato, da TV Antena 10, a mãe de algumas crianças desabafa. Zuleide Ferreira, artista do circo, se revolta ao saber das acusações de que o circo promove a exploração sexual das crianças. “Aqui tem gente que trabalhar pra conseguir o sustento, é um preconceito o que estão fazendo com a gente”, diz a Zuleide que, aos choros, comenta que está trabalhando e tentando viver com dignidade, durante reportagem exibida no programa Balanço geral – 2ª edição, com apresentação de Douglas Cordeiro.

DSCF4341.JPG
Roupa das crianças em camas que ficam em lonas quentes

DSCF4343.JPG
Conselheiros tutelares e imprensa visitaram as instalações do circo polêmico

DSCF4344.JPG
Foto do trapézio, utilizados nos números do circo

DSCF4345.JPG
Juiz vai analisar fotos como essa, em que as crianças aparecem com roupas curtas

Imagens: reprodução da TV Cidade Verde

JUSTIÇA TENTA ENTENDER
O caso será analisado nesta terça (16/04) e, caso a Justiça entenda que os adultos são culpados por maus tratos às crianças, eles podem pegar até 4 anos de prisão.

O juiz vai analisar as denúncias, fotos tiradas durante as apresentações, o fato das crianças não irem à escola, além das instalações do circo, a fim de conferir se há condições ou não das crianças viverem no local e serem tratadas da forma divulgada.

As apresentações acontecem das 20 às 21h30, sem remuneração, além dos ensaios que as crianças se submetem. Porém tudo isso está proibido até a decisão do juiz.

DSCF4351.JPG

DSCF4352.JPG

DSCF4357.JPG
Zuleide, mãe de algumas crianças, diz que é uma forma de conseguir sustento

DSCF4359.JPG

DSCF4362.JPG

DSCF4363.JPG
Uma das lonas onde as crianças dormem

Imagens: reprodução da TV Antena 10