Miguel Alves: Imagens mostram que gerente do BB foi morto com mais de um tiro

Fotografias obtidas pelo Portal GP1 mostram de forma clara e inequívoca que o gerente do Banco do Brasil da agência de Miguel Alves, Ademyston Rodrigues Alves, foi morto com dois tiros, sendo a primeira com entrada na fronte esquerda e uma segunda no abdômen logo abaixo do cotovelo esquerdo, após o assalto ocorrido no dia 30 de abril, o que contraria a versão do delegado Menandro Pedro e do Delegado Geral James Guerra que afirmaram que o gerente teria sido morto com apenas um tiro . Menandro Pedro chegou a afirmar que um refém, que viu o gerente ser morto, detalhou o que aconteceu “Essa pessoa agradeceu ao BOPE ( Batalhão de Operações Especiais) por ainda estar vivo. Ela contou que ao perceber que estavam sendo cercados, os bandidos atiraram a queima roupa na cabeça do gerente, e que se não fosse o policial acertar o bandido, também seria morta”, disse o delegado.As fotografias mostram que o calibre da arma que vitimou o gerente seria de uma metralhadora 7.62 e teria partido da Polícia Militar. O Portal GP1 publica as fotos do corpo no sentido revelar que não foi apenas um disparo que matou o gerente e que a operação de captura dos assaltantes foi desastre e precipitada.

O confronto entre bandidos e a polícia aconteceu minutos após o assalto e as informações trazidas pelos delegados davam conta de que o gerente teria sido morto com apenas um tiro , versão que não é condizente com as fotos obtidas pelo portal GP1.

O Ministério Público da Comarca de Miguel Alves abriu investigação para apurar como ocorreu a morte do gerente e já intimou representantes da Policia Militar. 

Em respeito aos familiares do gerente o GP1 não vai mostrar o rosto da vítima.

(*) com informações e fotos do GP1.