Canos da Agespisa estouram e deixam monsenhorgilenses sem água

Uma das conexões da rede geral da Agespisa, situada na Avenida Zito Batista, às margens da BR-316, estourou na noite de quinta-feira (10) causando transtorno aos moradores da cidade. Por conta desse problema na rede de abastecimento, as pessoas estão sem água potável há dois dias. Agora eles apelam para as águas do riacho Natal, cujo leito, apesar da seca, ainda continua perene. Lá, a população toma banho, lava roupas e leva sua água para os serviços domésticos. Já para beber, os moradores são obrigados a comprar garrafões de água mineral no comércio local.

Por outro lado o gerente do escritório da Agespisa de Monsenhor Gil, tenta urgentemente dá cabo do problema o mais rápido possível, para isso ele solicitou do presidente da Agespisa em Teresina, uma retroescadeira para que os serviços sejam feitos com mais rapidez. Os serviços de escavação foram iniciados na manhã deste sábado (12). Segundo o gerente local da Agespisa, Geraldo Sousa, os funcionários estão trabalhando intensamente para restabelecer o abastecimento de água ainda na noite deste sábado, dia 12.

%d blogueiros gostam disto: