Portal MPiauí está elaborado Dossiê sobre a exploração de trabalhadores em Água Branca

Diante dos inúmeros pedidos de internautas de Água Branca e região, que preferem o anonimato temendo retaliações por parte dos seus patrões, o Portal MPiauí, traz átona, um importante tema, a exploração do trabalho humano na Capital Econômica do Médio Parnaíba.

São muitas as denuncias de que empresários de grande, médio e pequeno porte estão, explorando seus funcionários, com horários excessivos de trabalho e baixos salários, existem casos em que os empresários contratam o trabalhador e assinam sua carteira de trabalho com um salário mínimo e pagam apenas R$ 500,00 reais, ou casos, em que o funcionário ganha muito mais e tem a carteira de trabalho assinada somente com um salario mínimo, ou mais longe ainda, quando os trabalhadores são obrigados a dar baixa em suas carteiras, após dois anos de trabalho, para evitar maiores danos financeiros aos empresários, caso sejam demitidos sem justa causa.

Pensado nestas denuncias relatadas por vários trabalhadores é que o PORTAL MPIAUI está preparando um Dossiê, com várias informações sobre o assunto que servirão de base para um denuncia fundamentada que deverá ser protocolada junto ao Ministério Publico do Trabalho no estado do Piauí, em virtude das gravidades das denuncias levada ao conhecimento da redação deste canal de comunicação do Estado do Piauí.

No Dossiê sobre a exploração dos funcionários, por parte de algumas empresas aguabranquenses, serão anexados depoimentos de trabalhadores e trabalhadoras que estão sendo explorados com cargas excessivas de trabalho e sem a remuneração correta garantida por lei. O documento mostra que algumas empresas de Água Branca que apresentam grande potencial econômico, não estão valorizando seus funcionários.

Tem trabalhador relatando que é obrigado a trabalhar até nos dias de feriado garantidos por lei, outros vão mais longes e afirmam que são obrigados a trabalhar nas empresas sem as devidas identificações, ou seja, sem uniforme e crachá, temendo fiscalização da Delegacia do Trabalho, exigência feitas pelos patrões, pois se por ventura chegar à fiscalização, os funcionários saem da loja como se fossem clientes e depois voltam após passar a fiscalização, outros afirmam que chegam a trabalhar em três áreas diferentes fazendo o papel de três funcionários, pois segundo eles, os patrões alegam que se quiser trabalhar é assim se não tem quem queira, rasgando o que manda as leis trabalhistas do Brasil.

O Dossiê sobre a exploração do trabalho em Água Branca é produto de intensas denuncias de trabalhadores junto a redação do Portal MPiauí e busca não somente registrar as denuncias coletadas, mas recuperar os direitos dos trabalhadores garantidos por lei. Violações essas vinculados à ausência de fiscalização por parte dos órgãos competentes para garantir os direitos dos trabalhadores.

Se você trabalhador também é vitima desta condição em Água Branca – PI, faça sua denuncia na Delegacia do Trabalho em Teresina, suas informações e identidade são preservados e mantidos de forma anônima para que você não sofra sanções por desejar dias melhores. 

%d blogueiros gostam disto: