Fábrica de cimento fecha no Piauí e 500 pessoas ficam desempregadas!

Pelo menos 500 funcionários foram demitidos da Itapissuma, produtora do cimento Nassau, instalada no município de Fronteiras do Piauí. Nesta segunda-feira (06/03) a fábrica fechou as portas, suspendendo suas atividades temporariamente. Em comunicado, a empresa afirma que a crise econômica afetou seriamente o ramo da construção civil, acarretando queda de até 80% nas vendas de cimento, o que inviabiliza o seu funcionamento.

“Acreditamos que crises econômicas fazem parte da economia de todo e qualquer pais, em especial de um país ainda por amadurecer política e socialmente, bem como que as crises podem e devem ser superadas com a participação de todos”, explica o aviso que convocava os funcionários para que recebessem no dia de hoje comunicação de dispensa.

Em sites da região, muitos trabalhadores demitidos deram depoimentos afirmando estarem desesperados com a situação, já que muitas famílias dependiam do emprego na fábrica, e sequer sabem se o negócio voltará a funcionar. Para quem revende cimento, a preocupação é com o aumento no preço do produto.

fabrica.png

Apesar do choque aos trabalhadores, a notícia já era aguardada. Há pelo menos três meses a empresa já não mais conseguia honrar os compromissos com os funcionários. Em meados de fevereiro os operários cruzaram os braços diante da situação.

O presidente do Sesi João Henrique Sousa comentou sobre o fechamento da fábrica em entrevista ao programa Jornal do Piauí, e culpou a administração do PT pela crise que acabou levando a empresa à medida extrema. “Um fato triste. É resultado do desmando do PT ao longo do tempo”, disse

%d blogueiros gostam disto: