Militares suspeitos de torturar adolescente em Floriano

A Polícia Militar do Piauí instaurou um inquérito administrativo para apurar a possível participação de dois militares numa agressão contra um menino de 13 anos em Floriano, no Sul do Piauí. Segundo o Conselho Tutelar da cidade, a suspeita é de que policiais militares de Guadalupe tenham participado do crime que ocorreu na segunda-feira (19).

O Conselho Tutelar de Floriano informou que o menino estava em casa dormindo, por volta das 7h da manhã, quando três homens armados bateram na porta e levaram o adolescente em um carro. Segundo o Conselho e a Policia Civil, os três homens, entre eles dois que seriam policiais militares, levaram o adolescente para uma região de mata fechada.

A assessoria de imprensa da Polícia Militar informou que o Comando da PM no Cerrado, responsável pela região, está investigando o caso. A tortura também está sendo apurada pela delegacia em Floriano.

O adolescente relatou que teria sido torturado para que confessasse um furto de uma arma que pertence a um dos militares. A polícia civil só conseguiu encontrar o adolescente por volta de meio dia depois de uma denuncia anônima. O adolescente disse que ficou de joelhos no matagal e que apanhou com pedaços de pau.

Após as agressões o adolescente foi levado para o hospital, fez exames de corpo de delito, foi medicado e levado para casa. O nome dos militares envolvidos no caso não foi divulgado.

Comentários estão fechados.