Oeiras comemora 195º aniversário de adesão à Independência do Brasil

O Governo do Estado realizou, nesta quarta-feira (24), na cidade de Oeiras, solenidades em comemoração ao 195º aniversário de adesão do Piauí à Independência do Brasil, ocorrido em 24 de janeiro de 1823. A vice-governadora Margarete Coelho participou das atividades.

A primeira atividade do dia foi o hasteamento de bandeiras no Paço Municipal, com a presença do prefeito de Oeiras, José Raimundo Sá, e do presidente da Câmara de Vereadores, José Alberto Pinheiro. Em seguida, a comitiva se deslocou para a praça Rocha Neto, onde foi feita uma aposição de corbelhas de flores no busto de Manoel de Sousa Martins, o “Visconde da Parnaíba”, que foi um importante personagem na história da independência do estado.

“O Piauí teve uma participação muito importante na Independência do Brasil, foi um estado que demonstrou resistência, que demonstrou sua opção pela autonomia do país em diversos atos, e um deles foi aqui, na cidade de Oeiras, que era, então, nossa capital. Essas solenidades marcam esse dia, para que possamos rememorar os fatos históricos aqui ocorridos para que possam ser preservados e, dessa forma, homenagear nossos heróis, homens e mulheres que participaram desta luta”, afirmou Margarete Coelho.

Para o prefeito, lembrar a data é preservar a história e reforçar ideais de liberdade e democracia. “Rever e comemorar esses fatos todos os anos é importante não só para o Piauí, mas para o país e para nossa cidade de Oeiras. É uma forma de cultuar a liberdade em todos os aspectos, seja no trabalho, na imprensa, na vida cotidiana, de um modo geral. É a nossa memória sendo lembrada e passada adiante para as próximas gerações”, defendeu José Raimundo.

Ainda na manhã desta quarta, foram realizados um culto e uma missa em Ação de Graças, na Primeira Igreja Batista e na Catedral de Nossa Senhora da Vitória, respectivamente. Em seguida, no Cine Teatro Oeiras, foi realizada a solenidade de Outorga da Ordem Estadual do Mérito Renascença.

Noite Cultural

A série de atividades foi iniciada na noite dessa terça-feira (23), com a realização da Noite Cultural, no Café Oeiras. O evento contou com a participação da vice-governadora Margarete Coelho, do prefeito José Raimundo e autoridades locais.

Na ocasião, foi lançado o “Dossiê Esperança Garcia”. Trata-se de um documento elaborado pela Comissão da Verdade da Escravidão Negra no Brasil da Ordem dos Advogados do Brasil – Secção Piauí (OAB-PI) que retrata a época que Esperança Garcia viveu, bem como nosso processo de colonização e escravidão.

Esperança Garcia foi uma escrava negra. Ela escreveu uma carta, em 6 de setembro de 1770, ao governador da província do Piauí, denunciando as situações de violências pelas quais passava. Hoje, ela é símbolo de resistência e entra para a história por ter lutado por seus direitos no contexto do Brasil escravocrata no século XVIII.

Comentários estão fechados.