OAB-PI questiona a não liberação de recursos para a Serra da Capivara

A Fundação Museu do Homem Americano (FUMDHAM), demitiu cerca de 60 pessoas na última quinta-feira (26/07), que trabalhavam para manter o Parque Nacional Serra da Capivara funcionando, por conta da não quitação da folha de pagamento. Apenas quatro pessoas estão mantidas no Parque para fazer o básico no local.

De acordo com uma matéria da TV Cidade Verde, a direção do parque disse que o problema poderia ter sido evitado. Em 2016, a Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Piauí, entrou na justiça com uma ação civil pública obrigando a União, o IBAMA e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) a destinarem um valor de mais de R$ 3 milhões para a manutenção do parque.

Uma parte da verba foi liberada no começo de 2017, cerca de R$ 700 mil, e o resto está bloqueado na justiça.

O presidente da OAB-PI, Chico Lucas, diz não saber o motivo da não liberação da verba. “Era bom que a Justiça Federal se manifestasse porque razão não houve a liberação desses recursos já que eles estavam à disposição do parque e da fundação”, disse.

A advogada do parque informou que fez uma petição para a liberação de uma parte dos recursos, mas o juiz responsável pelo processo está de férias.

Comentários estão fechados.