Corso de Teresina movimentou R$ 18,7 milhões, segundo pesquisa


O Corso de Teresina, realizado no último sábado (11), na Avenida Raul Lopes, movimento 250 mil pessoas, segundo a Fundação Monsenhor Chaves. Foram 16 carros alegóricos inscritos, que arrastaram uma multidão que não se reunia há dois anos. A Prefeitura de Teresina está realizado estudos para viabilizar o desfile de escolas de samba em 2024.

Durante o evento, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC) realizou uma pesquisa entre os foliões, para medir o impacto na economia da cidade. Pelos resultados, o Corso movimentou R$ 18,7 milhões, com um gasto médio de R$ 75,00 por pessoa.

“Esses números demonstram que Teresina tem grande propensão para o Turismo de eventos. Os teresinenses e moradores de Timon representaram 88,9% do total de pessoas na Avenida, enquanto 11,2% eram turistas ”, disse o secretário da SEMDEC, Iran Felinto.

Em números absolutos, estiveram no Corso 28 mil turistas de outros estados e cidades do interior do Piauí, os quais contribuíram para a injeção de R$ 2,1 milhões na economia de Teresina.

“Outro aspecto interessante da pesquisa foi a nota 9,0, entre zero e dez, atribuída pelos foliões à organização do Corso. Isso demonstra o quanto a população estava ávida pelo retorno de sua maior festa”, disse o coordenador de Turismo da SEMDEC, Eneas Barros”, finalizou.

Deixe um comentário