Delta Rugby retorna aos treinos mirando BR Sevens, mas parte financeira é maior dificuldade

A tarde de terça-feira (2) foi de feriado para a maioria da população, mas não foi o caso das atletas do Delta Rugby feminino que correm contra o tempo para estarem preparadas para disputar o BR Sevens, que acontece nos dias 11 e 12 de dezembro, em São José dos Campos-SP. Única competição nacional na temporada para a modalidade que vive seu momento de retomada no calendário em meio a crise da pandemia de Covid-19. 

“A gente está com um tempo muito curto para poder se preparar já que retomamos os treinos tem pouco tempo, mas vamos tentar ao máximo com esse curto período tentar dar volume ao time para fazer uma boa competição no Brasileiro Sevens, pois com as meninas que tem dá para representar muito bem o estado”, frisou o auxiliar técnico da equipe do Delta Rugby, Raimundão. 

O retorno aos treinos da equipe feminina do Delta tem quase três meses e com adiamento do BR Sevens de novembro para o mês de dezembro elas ganharam mais tempo para trabalhar a parte técnica e tática, mas principalmente arrecadar o valor necessário para disputar a competição – esse inclusive vem sendo o maior problema até então. 

“Precisamos conseguir arrecadar para a parte de passagens aéreas, translado, alimentação e hospedagem para poder estar bem na competição. E nesse momento de retomada a parte financeira pesou um pouco mais. Temos noção do nível das outras equipes e sabemos que estão sofrendo com a mesma dificuldade que a gente que é a questão de muito tempo parada e financeira”, frisou Raimundão. 

O segredo da equipe feminina piauiense sempre foi usar as habilidades das atletas em outras modalidades na prática do rugby – velocidade e força por exemplo e o Delta tem uma camisa pesada que já disputou outras vezes a competição e quase sempre brigou na parte de cima da tabela, mas o grupo 2021 passou por reformulação e tem algumas novas caras vistas como apostas. 

Entre uma das novidades comemoradas pela comissão técnica é a jogadora Cilene que vive um processo de retorno aos treinos, no caso dela, por conta de uma cirurgia no joelho. A atleta é uma das que passeia por várias modalidades, mas afirma ter uma paixão especial pelo rugby.
 
“É uma emoção grande retornar e uma emoção grande, pois é um esporte que eu amo. Abracei por um tempo e tive parada, né? e agora diante dessa competição o Marvel (presidente do clube) me convidou e estou aqui. Eu acredito que vai dar certo viajar, comecei os treinos hoje e tenho um tempo para me preparar”, afirmou Cilene. 

A primeira divisão da competição nacional feminina terá oito equipes e piauienses devem enfrentar o Bandeirantes (SP), Melina (MT), Desterro (SC), Niterói (RJ), Charrua (RS), Curitiba (PR), e as donas da casa São José (SP). 

A etapa única do BR Sevens feminino acontece nos dias 11 e 12 de dezembro, em São José dos Campos e o Delta Rugby será o Piauí na competição nacional. 

%d blogueiros gostam disto: