Barro Duro: Mais uma sessão movimentada

Mais uma sessão movimentou a câmara dos vereadores de Barro Duro no dia de ontem (22). Desta vez todos os vereadores se fizeram presentes para discutir o assunto que tomou conta da cidade nos últimos dias, a divida previdenciária do município.

Ao iniciar a sessão o presidente da casa João Cota, enfatizou que no estado existiam 31 municipios com o regime próprio de previdência, e que dois retornaram ao regime geral, restando agora 29 municipios com Previdência Própria, enfatizou ainda que em conversa com técnicos do TCE, foi alertado que o ideal é que se busque o pagamento da dívida como um todo, pois migrar para o regime geral nesta situação seria abrir mão de diversos anos de contribuição. O Vereador Rogério Abreu, elencou todo divida existente hoje no municio através de um extrato emitido pela previdência, enfatizando que não era momento de procurar culpados e sim de tentar resolver a questão para que os servidores não sejam penalizados. O vereador justificou ainda suas ausências em sessões anteriores, pois o mesmo estava representando o Sindicato dos Trabalhadores Rurais em um Congresso.

O parlamentar André Pessoa, apresentou um projeto de transparência, solicitando ao município a criação de um site que demonstre todas as despesas efetuadas para acompanhamento da população, a matéria foi bem aceita por todos, porém foi pedido vistas pelo vereador Rogério Abreu, para que possa ser colocada em votação na próxima sessão. O Vereador Valdimir Junior, sempre dinâmico e direto em suas colocações, enfatizou sua luta diária por melhores dias em nossa cidade e colocou-se a disposição para sanar o grave problema da Previdência, porém enfatizou que o problema só seria curado se o município retornasse ao regime geral, solicitou encarecidamente aos vereadores da situação que intercedesse junto a gestão municipal para que isso possa acontecer.

O final da sessão ainda guardava surpresas, foi lido um relatório emitido pelo TCE de desaprovação das contas do ano de 2008 do Fundo Municipal de Saúde, o presente relatório foi encaminhado em caráter de urgência para as comissões da Câmara, agora é aguardar e vê no que vai dar.