Moradores reclamam falta de limpeza nos bairros de Água Branca

Moradores de diversos bairros, de Água Branca (PI), reclamam de problemas como: mato alto em terrenos baldios, calçadas consumidas pelo mesmo mato, lixos e entulhos jogados, nas encostas desses locais, e ainda buracos que dificultam o trânsito, além de ruas escuras.

Muitas vezes, esses problemas geram outros de características mais sérias como é o caso de lixos espalhados em terrenos, que além de deixar uma aparência negativa, propiciam a existência de criadouros do Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue.

“Moro próximo ao um terreno que pertence ao engenheiro da prefeitura, que está tomado pelo mato, às pessoas do bairro costumam jogar lixo como sofás, galhos, entre outros. A minha preocupação com tanto lixo é a proliferação da dengue”, diz a moradora do bairro compasa, da rua projetada 02” disse uma moradora que não quis se identificar.

Outra moradora, do bairro Compasa afirma que as ruas estão na escuridão e que pagar a taxa de iluminação pública das ruas e jogar dinheiro fora, pois para ter uma ideia a Avenida Boa Esperança e várias ruas do bairro estão às escuras. “Não tem iluminação e os terrenos baldios estão com mato acima das nossas cabeças causando preocupação” disse o morador.

E não são apenas em bairros afastados do centro que encontramos esses tipos de falta de cuidado. Ao lado do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) localizado no centro da cidade, existe um terreno baldio com o mato de cerca de dois metros de altura, aproximadamente.

Pertila Araújo, 34 anos, que é moradora do bairro São Judas Tadeu está indignada com a situação de seu bairro. “As pessoas jogam muito lixo e entulho nos terrenos e muitos bichos, principalmente a dengue, proliferam. Há três semanas que tem um sofá velho em frente a minha casa, em um terreno baldio e ninguém toma providência, vou pedir algum para tirar ou tocar foto”, denuncia.