Governador Wilson Martins apoia protestos

O governador Wilson Martins (PSB) disse que entende os protestos que tomam conta do país e considera justificável a reclamação dos manifestantes. “O povo tem razão ao pedir melhores serviços públicos”, disse Wilsão. Ele disse que houve avanços importantes, especialmente o Piauí, mas que ainda há muito por ser feito.

A declaração foi feita no Palácio de Karnak, ao final de reunião com setores de segurança do Estado. Wilsão considera essa série de manifestações uma vitória da democracia. Mas não deixa de temer por excessos, como já verificados em outras cidades. “É importante a manifestação, mas sem deixar espaços para o vandalismo. Há oportunistas que apostam no pior, e isso não fortalece a democracia”, disse. O governador orientou a Polícia Militar a estar presente nas ruas para garantir o “sagrado direito de manifestação”.

Veja os principais trechos da entrevista.

Como o senhor avalia essas manifestações em todo o país?

WILSON MARTINS: Acho que é a tradução da democracia que vivemos, onde todos têm o direito de se manifestar livremente, pacificamente. Temos que avaliar os protestos, procurar entender e agir para corresponder ao grito popular. Ninguém pode ser contra a manifestação popular.

Qual é a expectativa do governo para a manifestação em Teresina?

WILSON MARTINS: Nossa expectativa é que seja uma manifestação tranquila. Vamos nos fazer presentes para assegurar o sagrado direito de manifestação. Até porque não entendemos esses protestos como uma manifestação local, eles atende a uma onda nacional, com motivações específicas.

Espera-se mais de 10 mil pessoas, amanhã. Qual deve ser a resposta do poder público a esse protesto?

WILSON MARTINS: Olha, o povo tem razão ao pedir melhores serviços públicos, especialmente na área de mobilidade urbana, onde temos um caos nacional fruto de um modelo equivocado adotado há mais de 50 anos. O transporte público é caótico e caro em todo o Brasil. Acho que a grande resposta às manifestações é mais trabalho para garantir melhores serviços públicos.

Essa é a resposta que o senhor pretende dar?

WILSON MARTINS: Essa é a resposta que eu já estou dando. Trabalho 18 horas por dia para dar essas respostas. Estamos melhorando a saúde com mais hospitais e atendimento mais qualificado, estamos revolucionando a educação com o ensino de tempo integral, atacando a violência com ações como o Ronda Cidadão e investindo em obras de mobilidade urbana em Teresina e outras cidades. Nunca se investiu tanto nessas áreas, e está aí o Rodoanel, ponte do Mocambinho, melhoria do metrô e a ponte JK, para evidenciar esse trabalho. Mas sei que ainda precisamos fazer muito mais para chegarmos ao nível desejado pelo povo.

O senhor acha que a oposição se fortalece com essas manifestações?

WILSON MARTINS: Quem se fortalece é a cidadania, que tem direito de voz e quando utiliza esse direito de forma adequada. Essa cidadania sairá ainda mais fortalecida se não houver espaço para os oportunistas e para o vandalismo. É importante a manifestação, mas sem deixar espaços para o vandalismo. Há oportunistas que apostam no pior, e isso não fortalece a democracia nem ajuda a melhorar a vida das pessoas.

Que mensagem ou senhor daria aos manifestantes?

WILSON MARTINS: Não sei se cabe mensagem. Nós é que devemos ouvir a mensagem que eles trazem. Creio que será uma mensagem de cobrança, mas espero que seja também de esperança e de diálogo, para que a gente possa construir juntos o Piauí dos sonhos de cada piauiense.