Piauí: Correios do PI prevê alta de mala direta nas eleições municipais

Os Correios esperam movimentar 543 milhões de malas diretas nestas eleições. A previsão confirma a força da comunicação escrita em um País cada vez mais dominado pela tecnologia, no qual aproximadamente 50% dos eleitores ainda não têm acesso aos meios eletrônicos de comunicação e quanto o tem, incomodam-se com mensagens eletrônicas não solicitadas.
 
No caso do Piauí, estima-se que serão movimentados nessas eleições um total de 440 mil objetos. Se comparado ao mesmo período de 2008, quando foram realizadas as últimas eleições municipais, o crescimento é de 1.700%, já que no período foram movimentados apenas 25,8 mil objetos postais através de mala direta.
 
No Brasil, em termos gerais, o segmento crescerá em média 16,4% ao ano até 2014, segundo a Associação Brasileira de Marketing Direto. Esse aumento se deve ao fato de que as empresas e profissionais liberais precisam estabelecer e manter comunicação direta com seus clientes e as malas diretas ainda são um dos recursos mais utilizados por empresas que querem realizar ações de relacionamento com seus clientes.
 
Dois estudos recentes reforçam a importância desse instrumento de comunicação dirigida e da confiança depositada nele pelas empresas. Uma das pesquisas, conduzida pela MarketingSherpa, que ouviu cerca de mil companhias, mostra que 79% delas considera as malas diretas “muito eficientes” ou “um tanto eficientes”. O outro estudo, conduzido pela DMA (Direct Marketing Association), diz que, em 2010, cada US$ 1 investido em malas diretas resultou em US$ 12,57 em vendas. 
 
Eleições — Os candidatos às eleições municipais deste ano podem se comunicar com o eleitor brasileiro de forma personalizada, direta e interativa. Por meio dos Correios, é possível enviar mala direta aos eleitores, criar selo e cartão postal personalizado, entre outros. Para divulgar esses serviços, os Correios criaram o “Espaço do Candidato” em seu site: www.correios.com.br/candidato
 
O novo espaço também é voltado a partidos políticos, agências e profissionais da área de marketing.