Gerente de agência do INSS em Teresina agride reportagem do portal de notícias MPiauí

0

Denúncias de maus tratos e demora no atendimento na Agência do INSS situada na Rua David Caldas, próximo a Praça Pedro II, centro de Teresina, fizeram com que a reportagem do MPiauí se dirigisse até aquele local no sentido de apurar a situação.

Se passando por uma pessoa que precisava de atendimento, nosso editor Reinaldo Barros Torres chegou no local às 8h34min desta Sexta-feira, 11 de Janeiro de 2019, recebendo a senha de número 61. O editor do MPiauí se dirigiu a um estagiário que entregou a senha e pediu para que esperasse o atendimento. Cerca de 80 pessoas estavam no lugar a procura de resolver problemas junto ao INSS, mas somente um funcionário atendia no Guichê Nº 3, os demais estavam vazios. Numa área reservada mais um funcionário atendia às pessoas de que estavam com senha de prioridade, ou seja: as muito idosas ou que tinham deficiência física, gestantes, etc.

Após ouvir as queixas das pessoas, muitas delas dizendo que  estavam indo há quatro dias na agência do INSS e todo dia era designada para falar com uma pessoa diferente, aí teria que tirar outra senha,  o que só poderia acontecer no dia seguinte, aproximou-se uma senhora  que havia perdido um olho num acidente de trabalho; ela peregrinava há mais de uma semana no INSS tentando se aposentar e disse: “Não aguento mais. Aqui funciona das 8 às 13 horas e o descaso com a gente é muito grande, atendem a gente sem nem olhar na nossa cara, atendem sem gosto, sem satisfação”, disse.

Ouvindo o relato da mulher, nosso editor Reinaldo Barros Torres procurou falar com os dois atendentes, que não responderam a indagação de por que tanta demora no atendimento! Insatisfeito o editor do MPiauí procurou falar com um senhor que estava numa sala reservada, este também “deu o calado como resposta”.

Daí Reinaldo Barros Torres resolveu filmar a situação para mostrar nos três sites de notícia que é editor e dentro da programação da TV Nils, onde apresenta um programa. Nesse momento as pessoas que estavam a espera de atendimento quase aplaudiram o jornalista de tanta satisfação, algumas vibraram. A ação causou revolta ao gerente da agência, conhecido como Antônio Francisco, que de forma brusca interferiu na ação do editor do MPiauí, colocando sua mão em frente a câmera e empurrando ao ponto da mesma cair no chão. Antônio Francisco ameaçou chamar a polícia federal para prender o jornalista e ainda autorizou aos dois seguranças (um homem e uma mulher) que faziam a guarda do local, para tomarem o telefone celular de Reinaldo Barros Torres. O segurança homem se aproximou, mas reconheceu o jornalista e disse ao gerente que não faria isso,  pois se tratavam de um grande jornalista piauiense e que era muito conhecido, que ele (o gerente) se acalmasse. Isso provocou a ira do gerente Antônio Francisco  que,  pegou seu celular e começou a fotografar Reinaldo Barros Torres, depois adentrando ao seu recinto de trabalho.

O editor do MPiaui permaneceu na Agência do INSS conversando com as pessoas até as 11h35min, quando retirou-se e foi para a redação central do MPiauí, situada no Edifício Euro Business, zona leste da capital piauiense.
Das 8h34min até o horário que saiu a sua senha de número 61 não foi chamada para atendimento.

Reinaldo Barros Torres é editor dos portais de notícia MPiauí, Tribuna do Nordeste e TV Nils. É também um dos apresentadores do TV Nils Esporte, programa da TV Nils e conhecido em todo o Nordeste devido suas ações no esporte e na área humanitária nos estados da região.