Piauí está entre os três estados mais rápidos na abertura de empresas


O tempo total de registro de empresas na Junta Comercial do Estado do Piauí (Jucepi) foi de 12h no mês de julho de 2023, quando foram abertas 713 empresas, aponta a Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim). De acordo com o relatório, o tempo de abertura de empresas no Brasil foi de 1 dia e 9 horas e a região nordeste possui os três estados mais rápidos para se abrir empresas: Sergipe (1º), Bahia (2º) e Piauí (3º).

A presidente da Jucepi, Alzenir Porto, observa que o órgão ficou em primeiro lugar no ranking quando se considera apenas o tempo de registro mercantil que não inclui as etapas de viabilidade de endereço nas prefeituras e os licenciamentos. “Nosso tempo de registro foi de 22 minutos, isto é, a média para se obter o registro e o CNPJ da empresa no mês de julho. Esse tempo muda mês a mês, mas a equipe da Jucepi se esforça sempre para manter o menor tempo possível de análise dos processos”, explica Alzenir.

Presidente da Jucepi, Alzenir Porto.

A Jucepi vem se mantendo sempre entre as primeiras juntas comerciais dando celeridade aos processos com a simplificação de etapas, a automatização do registro e do licenciamento de empresas pelo novo portal GOV.PI Empresas.

“Em janeiro deste ano, o tempo total de abertura de empresas era de 1 dia 2 horas e nos meses seguintes ficamos na média de 17 horas. E agora em julho, um mês depois do lançamento do novo portal GOV.PI Empresas, reduzimos o tempo para 12 horas”, comemora Alzenir Porto. O ranking nacional pode ser acessado pelo link: https://estatistica.redesim.gov.br/tempos-abertura

O GOV.PI Empresas é uma reformulação do site Piauí Digital, plataforma que integra a Redesim. Gerenciado pela Jucepi, o site reúne os serviços da Junta Comercial, Corpo de Bombeiros Militar, Secretaria da Fazenda (Sefaz), Receita Federal, da Agência de Defesa Agropecuária (Adapi), Diretoria de Vigilância Sanitária (Divisa), Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e Agência de Atração de Investimentos Estratégicos (Investe Piauí).

 

Leia também:

Ranking nacional aponta Piauí como um dos estados menos burocráticos para abertura de empresas