Piauí terá pontos de cultura nos 12 territórios de desenvolvimento


O governador Rafael Fonteles realizou nesta segunda-feira (27) a reunião de monitoramento com os secretários de Cultura, Carlos Anchieta, e do de Planejamento, Washington Bonfim, para o alinhamento da ações da Secretaria de Cultura ao Plano de Governo. Dentre as ações coordenadas estão a implantação e organização de pontos de cultura nos 12 territórios piauienses.

“O setor da cultura teve um belíssimo trabalho feito pelo deputado [estadual] Fábio Novo e agora tem à frente o secretário Carlos Anchieta, que é artista e entende muito bem as demandas do setor. Estabelecemos condições para que aa metas sejam executadas conforme colocamos no nosso plano de governo”, comentou Fonteles.

Na oportunidade, o chefe do executivo piauiense ressaltou que além dos editais do Siec, Aldir Blanc e Paulo Gustavo, haverá investimentos nos 12 territórios piauienses. “ Alguns dos territórios do Piauí ainda não possuem um polo de cultura adequada, como é o caso de Campo Maior, Paulistana, São Raimundo Nonato e Uruçuí, que serão geridos pela Secult em parceria com os municípios”, disse.

Washington Bonfim, Rafael Fonteles e Carlos Anchieta

Para Rafael Fonteles, investir no patrimônio vivo, aprimorar o Siec, investir nas produções audiovisuais e continuar a política de revitalização dos pontos históricos que recuperam o nosso patrimônio histórico e cultural e ampliam o turismo nessas cidades e centros históricos são prioridades. “Vamos ampliar e democratizar a cultura de qualidade, aumentar a autoestima do nosso povo e gerar emprego e renda”, comentou.

O secretário Carlos Anchieta disse que espera alcançar todas as metas traçadas. “Recebemos a missão e vamos cumpri-la com muito trabalho na buscar dos resultados esperados para a cultura do nosso estado, sempre valorizando o nosso matrimônio histórico e cultural e aquilo que é feito pelo nosso povo”, afirmou.



Deixe um comentário