Firmino quer lockdown, mas não abre mão das reuniões com dezenas de pessoas

O prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), anunciou nesta quarta-feira (9), que manterá lockdown neste domingo (13), quando só podem funcionar farmácias, serviços de saúde, de comunicação, de delivery  de comida e postos de combustíveis nas margens de rodovias. A decisão foi dada durante videoconferência que mostrou também outros dados indicando que a capital continua em tendência de queda nos casos e mortes por coronavírus. 

Como na última quinzena de agosto, Firmino Filho informou que neste sábado (12), as atividades econômicas e sociais estão liberadas como bares, restaurantes, supermercados, mercados, postos de combustíveis, cerimônias religiosas e atividades esportivas, seguindo o atual protocolo de distanciamento social como prevenção contra a infecção por coronavírus. 

O prefeito informou que Teresina continua em tendência de queda nos casos e mortes por coronavírus, mas que as aulas da rede municipal ainda não têm previsão de retorno. Em videoconferência, ele divulgou etapa da Pesquisa Sorológica em Teresina.

Segundo Firmino Filho, há várias questões sendo analisadas e o momento ainda não é considerado seguro para o retorno das aulas presenciais. O governador Wellington Dias (PT) manteve a suspensão das aulas presenciais até o dia 22 de setembro e defende que sejam retomadas somente em 2021.

“Continuamos sem datas para o retorno às aulas, esperamos ganhar tempo para analisar a situação. A preocupação é com a segurança de alunos e professores e vamos continuar acompanhando os índices para ver quando será seguro retomar”, afirmou Firmino Filho.

Ele informou que Teresina  continua com taxas em queda em diversos indicadores relacionados à pandemia,  como o número de infectados nos últimos 15 dias,  estimado em 20 mil pessoas.  “Esse número já foi o dobro na capital há cerca de três meses, no início de junho, declarou Firmino Filho.

De acordo com Firmino Filho,  o total de infectados por Covid-19, entre casos recentes e que já estão com a imunidade desenvolvida, a estimativa é de que 152 mil pessoas já tenham contraído o vírus. Firmino Filho disse que a pesquisa mostrou  queda nos atendimentos de síndromes gripais na última semana. Os atendimentos somaram menos de 50% do que foi registrado no pico da Covid-19 em Teresina: 8 mil atendimentos.

“Quantos aos casos de síndromes respiratórias agudas graves, o total foi de cerca de 200 em uma semana. Esse total já foi de quase 800 no pico da doença. Reduziu também a ocupação de UTIs Covid, que no momento está em 61%, e a ocupação de leitos clínicos, que está em 50%.’, falou o prefeito Firmino Filho.