Marcelo Castro não acredita em perseguição de Bolsonaro ao Piauí

O presidente estadual do MDB, Marcelo Castro, não acredita que o presidente eleito Jair Bolsonaro vai perseguir os estados governados pelo PT, dentre eles o Piauí. O problema, segundo Castro, é a ideologia totalmente diferente que será adotada no novo governo.

Para Marcelo Castro, a ideologia econômica do governo Bolsonaro faz pensar que menos recursos sobrarão para os estados.

“O que a gente antever para o futuro é que o ministro da economia, todo poderoso, tudo vai ficar nas mãos dele. Ele é da escola de Chicago, que prega o liberalismo na economia de forma estremada, então a ideia central deles é diminuir o tamanho do Estado, diminuir os impostos e promover o desenvolvimento através da iniciativa privada, quase  num salve-se de quem puder. Numa situação dessas o que a gente pensa: é que virão menos recursos para o Piauí”, declarou.

Ainda de acordo com Castro, o Piauí não poderá contar com o governo federal não por perseguição, mas por ideologia.

“Nós fizemos campanha e somos aliados do Haddad e Lula. O Bolsonaro não tem essa simpatia de primeira hora. Não vamos poder contar com o governo federal não é porque vai nos perseguir, é a ideologia que vai reger a economia  é liberal e nós vamos ter que nos valer com nossas receitas”, afirmou.

(*) cidade verde

Comentários estão fechados.