Wellington Dias se diz “surpreso” e busca acordo com deputados que deixaram pastas

Os deputados oficializaram na tarde da segunda-feira (02) o pedido de afastamento das secretarias para retonarem à Assembleia Legislativa. O governador Wellington Dias confirma que foi pego de “surpresa” com a decisão dos parlamentares. Na manhã de ontem, seis deputados chegaram à sessão da Alepi surpreendendo do suplentes. 

Agora, o governador trabalha para evitar uma crise na base aliada. Os suplentes esperam uma decisão. 

“Tive uma surpresa de um encaminhamento que foi anunciado e fiz, da minha parte, um apelo e uma busca busca de entendimento dentro do parlamento. Não encaminhamos o projeto do empréstimo. Os parlamentares alegaram o desejo de participar”, disse.

O governador nega que seja uma estratégia do governo. Segundo ele, a decisão foi dos próprios deputados.

“A iniciativa foi dos parlamentares. Fiz um convite para que eles assumissem secretarias. Não sei de insatisfações. Vamos buscar o entendimento. Se retornaram pelas votações, isso já aconteceu na Câmara Federal e no Senado. Eles voltam para as votações”,  comenta Wellington Dias.

Sobre o substituto nas secretarias, o governo afirma que técnicos devem ocupar os espaços deixados pelos titulares.

“Vamos tratar. Normalmente temos um substituto natural. Um subsecretário. É uma situação que parece transitória”, destacou.

Os suplentes manifestaram interesse para assumirem as secretarias. Mas, Wellington nega essa possibilidade. Ele diz que são técnicos que assumirão.  

“O normal é  ser o substituto natural. A saída vai ser temporária. Espero que não prejudique a base. O Piauí precisa de muita união”, afirmou.

Wellington se reúne hoje com o o secretário de Governo, Osmar Júnior para resolver a questão.