Professores mantêm protesto e oposição pede retirada de projeto de reajuste da pauta

Aos gritos de “covardes”, os vereadores de Teresina decidiram manter a votação do projeto de reajuste dos professores. O vereador Dudu (PT) apresentou requerimento para suspender a votação, mas foi rejeitado. Nesta manhã, os professores mantiveram o protesto na Câmara e ocuparam o plenário contra o projeto.

Votaram a favor da suspensão os vereadores Dudu, Dr. Lázaro, Deolindo Moura (PT), Zé Nito (MDB), Luiz Lobão (MDB) e Major Paulo Roberto. Os demais votaram a favor de manterem a votação.

Pela proposta, o reajuste de 12,84% em duas parcelas. Os professores não aceitam.

Com a rejeição, a primeira votação ocorre ainda hoje.

Matéria original

Os professores municipais mantêm o protesto na Câmara de Teresina nesta quarta-feira(11), pelo segundo dia consecutivo. Nesta manhã, durante a sessão, eles ocupam as cadeiras do plenário da Casa contra o projeto de reajuste salarial de 12,84%.

A categoria não aceita a proposta de parcelamento do reajuste em duas vezes. Eles questionam o fato da segunda parcela ser paga no mês de agosto, que é um mês eleitoral e não ser retroativa. 

A oposição pediu a retirada da proposta de pauta. O vereador Dudu (PT) afirma que com o parcelamento, a categoria terá perdas salariais. Eles pedem mais tempo para uma discussão.

“Não se pode votar uma matéria como essa de forma rápida. É preciso discutir. Os vereadores ligados ao prefeito vetaram a audiência pública. Pedimos a retirada e queremos que a Casa faça uma discussão maior”, afirmou.

 Os professores mantêm a greve iniciada ontem(10).

%d blogueiros gostam disto: