Secretaria da Mulher realiza capacitação em Altos, José de Freitas e União


A Secretaria Estadual das Mulheres do Piauí- SEMPI, durante o mês de fevereiro, está realizando os cursos de capacitação do projeto Ei, Mermã, Elas Empreendem nos municípios de Altos, José de Freitas e União. O objetivo é permitir que as mulheres possam qualificar-se na áreas de empreendedorismo, principalmente digital, para que possam ter uma renda e consequentemente autonomia econômica.

A secretária de Estado das Mulheres, Zenaide Lustosa, pontua  que a primeira etapa do projeto começou em Teresina e mais de 100 mulheres foram capacitadas e já estão em processo de inserção do mercado de trabalho.  “Além de capacitar temos [a agência] Piauí Fomento, que disponibiliza a linha de crédito para que elas poderem iniciar o seu próprio negócio, construindo assim uma autonomia econômica”, afirma Zenaide.

A assessora técnica e assistente social da SEMPI, Carla Sandra, destaca que o órgão segue o planejamento de levar os cursos de autonomia econômica e financeira para os sete territórios de desenvolvimento sustentável do Estado do Piauí, que são: Entre Rios, Chapada do Vale do Rio Itaim, Vale do Rio Guaribas, Chapada das Mangabeiras, Serra da Capivara, Vale do Rio Canindé e Planície Litorânea.

O público-alvo é  sobretudo mulheres em situação de violência ou vulnerabilidade. “Por isso, que é de suma relevância esse projeto, pois qualifica essas mulheres para o empreendimento feminino, gerando renda, autonomia financeira, promovendo a igualdade de gênero no mercado de trabalho, gerando liberdade financeira, bem- estar, empoderamento, autoestima e espírito de comunidade entres elas, troca de vivências, experiências e aprendizados”, frisa Carla.

Nos três municípios, as mulheres fizeram as oficinas Como Agir de Maneira Empreendedora, Modelagem de Negócios – utilizando o Canvas, Plano de Negócio e Como Aumentar as Vendas. A estudante de assistência social que está participando do curso, Meira Vieira dos Santos, pontua que as informações aprendidas nas primeiras oficinas estão fazendo repensar o seu trabalho com vendas, por entender a importância de está atuando de forma digital. “Sabemos que trabalhar com o empreendedorismo é uma jornada que requer sabedoria e habilidades especiais. Diante de todas as dificuldades que encontramos no dia a dia, uma bela lição de convivência e confiança”, comenta.

A assessora técnica e administradora da SEMPI, Luciana Nahmias , destaca que o Programa Ei Mermã, Elas Empreendem está contribuindo para o fomento e autonomia econômica e financeira das mulheres no Piauí. “Durante os cursos percebemos que, mesmo com as dificuldades de descolar para os espaços de formação, elas não faltam e estas dificuldades estão relacionadas muitas vezes ao acúmulo de funções, pois muitas destas mulheres fazem os trabalhos domésticos e ainda são as provedoras financeiras da família. Essa formação fortalece essas mulheres em especial, as que se encontrarem em situação de violência para não terem dependência financeira do cônjuge”, destaca Luciana.



Deixe um comentário