Servidores do transporte alternativo fazem protesto no centro de Teresina

Os permissionários do transporte alternativo de Teresina realizam, na tarde desta quinta-feira (21), um protesto pelas ruas do centro da capital, em direção a prefeitura municipal, contra o bloqueio da Control CIT (CCIT), dispositivo de pagamento das passagens das vans através do cartão magnético. A categoria está com as atividades paralisadas desde as primeiras horas da manhã hoje.

Em entrevista ao Meionorte.com, Marcos Vinícius, permissionário do transporte alternativo há 16 anos em Teresina, destacou que sem as máquinas de cartões, fica inviável o setor se manter. A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) bloqueou o dispositivo na meia-noite desta quinta, informando para a reportagem que a decisão foi tomada para a realização de auditorias.

“Nos reunimos na Maranhão, estamos passando pela Strans e vamos direto para prefeitura de Teresina para protestar sobre o bloqueio das máquinas dos alternativos. Simplesmente mandaram o ofício e bloquearam meia-noite. 80% do nosso faturamento fica na máquina. Se formos voltar hoje com 20% no dinheiro, não se sustenta. Vão acabar com o transporte alternativo. A categoria está paralisada. Quem só perde é população”, explicou.

O movimento acontece no mesmo dia em que o transporte coletivo público de Teresina também decidiu paralisar as atividades entre seus servidores. Trajano Paulo, presidente do Sindicato dos Proprietários Autônomos de Transportes Alternativos de Passageiros do Estado do Piauí (Sintrapi), explicou que a categoria foi pega de surpresa com a decisão.

“O que a gente entende é que a Strans não pode fazer isso. A categoria vai parar obrigado, porque não tem como rodar com o passageiro sem pagar a passagem com cartão. A Strans não nos comunicou nada, apenas mandou o Setut bloquear as máquinas e a gente não está sabendo o que é”, pontua.

%d blogueiros gostam disto: