TJ-PI concede prisão domiciliar ao jornalista Arimatéia Azevedo após julgar Habeas Corpus

A 2ª Câmara Especializada Criminal do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) acaba de conceder prisão domiciliar ao jornalista Arimatéia Azevedo.

O profissional de imprensa encontra-se preso desde o último dia 7 de outubro na penitenciária Irmão Guido, após uma frágil acusação, segundo associações de jornalismo, de crime de extorsão.

A decisão foi unânime.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: