Trabalhos de adolescentes atendidos no Programa Semiliberdade são reunidos em exposição


A Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos (Sasc) realiza, até segunda-feira (13), a Mostra Semiando Saberes, durante a qual expõe produções de atividades práticas interativas realizadas por adolescentes atendidos pelo Programa Semiliberdade no ano de 2022. A exposição teve início na segunda-feira (6).

O Programa Semiliberdade é medida socioeducativa aplicada a adolescentes em conflito com a lei. A Sasc é responsável pelo Sistema de Atendimento Socioeducativo no Piauí, por meio Superintendência de Direitos Humanos e Diretoria da Unidade de Atendimento Socioeducativo.

O nome da mostra, Semiando (com “i” no lugar do “e”) é proposital, trata-se de um neologismo, fenômeno linguístico que permite criar ou adaptar novos vocábulos. No caso específico, o “semi”, com “i”, remete ao nome do programa que atende os adolescentes: “semiliberdade”.

As peças em exposição foram produzidas durante atividades orientadas pelos professores do Programa Semiliberdade no ano passado, sob a coordenação da pedagoga Odilene Teixeira Azevedo.
A amostragem marca o início do ano letivo. Segundo Odilene, o objetivo é motivar os novos alunos a participarem das atividades escolares, bem como evidenciar e valorizar habilidades e produções artísticas dos socioeducando.

Atualmente, o Programa Semiliberdade, sob a responsabilidade da Sasc, atende nove adolescentes, que são encaminhados pelo Poder Judiciário do Piauí.

A coordenadora pedagógica do programa, Odaísa de Jesus Teixeira Azevedo, explica que o regime de semiliberdade é aplicado ao adolescente autor de ato infracional pela autoridade competente como medida inicial ou como forma de transição para o meio aberto, possibilitando a realização de atividades externas, como estudar e trabalhar.

O Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei nº 8.069/1990) prevê a escolarização e a profissionalização, devendo, sempre que possível, serem utilizados os recursos existentes na comunidade.



Deixe um comentário