Retrospectiva Construtora Santa Inês, Vejam todas as matérias publicadas sobre esta grande entidade privada

A EQUIPE DO PORTAL MPIAUI REALIZOU UM MAPEAMENTO DE TODAS AS MATERIAS PUBLICADAS SOBRE A CONSTRUTORA SANTA INÊS EM ÁGUA BRANCA PIAUÍ 

Buracos deixado pela Construtora Santa Inês fazem mais uma vitima em Água Branca

Água Branca – 10 de junho de 2013. Era por volta das 22 horas, quando recebemos a ligação de uma senhora de nome Ana Antônia Soares Viana. A mesma queria fazer uma denuncia, relatando indignação com um fato ocorrido com seu carro.

A equipe do PORTAL MPIAUI, foi até o local onde ocorre o episodio com o carro de dona Ana. Um Fox da Volkswagen de cor vermelha, adquirido a apenas 3 meses de Placa OUB 9463 de Água Branca – PI ficou com parte do seu para-choque danificado, além de ter quebrado parte do protetor do cárter do carro que ficou desalinhado.

Segundo dona Ana, o veiculo estava trafegando pela Rua Adalberto Santana, quando caiu em um enorme buraco deixado pela construtora Santa Inês que não sinalizou o local e que deixou a rua aberta para circulação de veículos.

“Vejam que coisa, meu carro ficou danificado, por causa de um buraco enorme deixado pela Construtora Santa Inês. E agora quem vai pagar este prejuízo? Estou denunciando no PORTAL MPIAUI e depois vou pegar a matéria e levar ao promotor, para que ele tome providencia sobre o assunto. Estarei também acionando o meu advogado para  representar ação contra a Construtora e o Município, que são os principais responsáveis por esta péssima obra que vem sendo executada em Água Branca” disse dona Ana.

Esta não é a primeira e nem a ultima vez que reportamos neste meio de comunicação os desmandos da Construtora Santa Inês na execução desta obra do saneamento básico. Uma das piores obras já executada no município. 

 

 

Água Branca – 31 de maio de 2013. Deusaniro Lopes de Carvalho, lavrador proprietário de um terreno próximo ao açude, entrou em contato com a equipe do PORTAL MPIAUI para falar da construção de um reator biológico, que está sendo executada pela construtora Santa Inês, enfrente ao seu terreno.

Segundo o senhor Deusaniro Lopes de Carvalho, ele já foi a Prefeitura Municipal de Água Branca, falar com o atual Secretário Municipal de Meio Ambiente, Antônio Sales, sobre a construção do reator enfrente ao seu terreno, causando a desvalorização da propriedade.

No entanto, o Secretário de Meio Ambiente, disse não poder fazer nada sobre o assunto, uma vez que o projeto foi elaborado pela Construtora Santa Inês, que em parceria com a Prefeitura escolheu este local para construção do reator biológico.

“ O Sales disse o seguinte para mim. O que o senhor pode fazer é tentar um abaixo-assinado com os vizinhos do lugar, para tentar embargar a obra, eu assino em baixo. Agora eu pergunto será se um lavrador analfabeto tem condição de fazer um abaixo-assinado? Eu acho que o Sales estava fazendo pouco da minha cara” disse o senhor Deusaniro.

“Tentei falar com o prefeito a traves do Manu, que é muito amigo dele. O Manu ligou para ele e ficou tudo certo dele falar comigo só que até agora o prefeito nem fez conta de mim. Digo com dignidade e respeito. Votei no prefeito Jonas, defendi sua bandeira nestas eleições, mas me arrependo amargamente deste dia, porque ele nem faz conta de mim” disse o lavrador indignado.

“Falei com o senhor Wilson, responsável pela obra, ele me disse que a construtora não tem nada haver com esta obra, que ela está fazendo está obra na frente do meu terro porque o prefeito escolheu o lugar”  afirmou Deusaniro.

“Não entendo uma obra desta, construir uma fossa próximo ao açude da cidade, minando água a todo o momento, vai contaminar todo o lugar, nunca nem tinha visto isso na minha vida, moro aqui  nesta rua a mais de 50 anos, nasci e me criei vendo este açude e quero entender como pode a realização de uma obra destas. Rapaz todos os dias os operários da construtora retiram do local carros e carros pipas com água, por que no lugar que estão fazendo a obra, existe um minador do açude” disse Deusaniro.

“ Eu já havia ido atrás do jornalista Misael Lima três vezes, para fazer está denuncia. Cheguei a pensar que ele estava com mendo de divulga-la ou que já tivesse se vendido para Prefeitura.  Mas agora vendo ele aqui sei que ainda posso ter esperança, pois sei que muitas autoridades vão saber deste fato. Assim que a denuncia for colocada no ar vou pedir que alguém imprima a matéria e vou levar  ela ao promotor pedindo que pare está obra, pois a mesma pode ser construída em outro local, que não ponha em risco a saúde do açude, que por sinal já é poluído e que não fique na frente do meu terreno” frisou Deusaniro.

O PORTAL MPIAUI tentou entrar em contato com o Secretário Municipal de Meio Ambiente, Antônio José Sales, para ouvir sua versão dos fatos, mais infelizmente seu telefone estava em caixa de mensagem.

O Portal Mpiaui, foi ao local da obra e constatou que a mesma está sendo realizada em frente ao terro do senhor Deusaniro. Agora fica a pergunta será que a obra de construção de um reator biológico as margens do açude da cidade tem licença ambiental? Como funciona o projeto de funcionamento do mesmo? Quem é o engenheiro ambiental responsável pela obra? A mesma tem autorização da vigilância sanitária? Quando foi realizada a inspeção da obra pela Vigilância Sanitária? Quais as vantagens e desvantagens da construção de um reator biológico onde serão depositados dejetos, próximo ao açude de Água Branca? Por que a obra está sendo executada neste local? A obra pode ser feita em outro lugar?

São perguntas que só o corpo técnico da vigilância sanitária e do meio ambiente da Prefeitura de Água Branca em conjunto com a Construtora Santa Inês poderão responder.

Fica aberto este espaço para que a Prefeitura e a Construtora Santa Inês Manifestem seus esclarecimentos sobre este episodio.

 

 

 


NOVO PADRÃO DE SINALIZAÇÃO DE TRÂNSITO É DESTAQUE EM ÁGUA BRANCA DO PIAUÍ 

VEJA COMENTÁRIO DOS INTERNATUAS SOBRE ESTA NOVIDADE

Novo padrão de sinalização Vertical para o Trânsito de Água Branca. Este foi instalado na rua Moraes no centro da cidade.


Água Branca – 27 de abril de 2013. A Capital Econômica do Médio Parnaíba inova e agora implantou no sistema de trânsito local, um novo sistema de sinalização vertical de trânsito, onde as pessoas podem ver de longe o sinal para desviar-se de um enorme buraco presente em alguma rua da cidade.

Já é comum você andar pelas ruas da cidade e se deparar com uma tabua fincada de forma vertical ao solo, sinalizando que a Construtora Santa Inês, esteve ali e que lá foi deixado o fruto do seu excelente trabalho. Um enorme buraco que põe em risco a vida de pessoas que trafegam pelas ruas da cidade. Buracos estes que já fizeram varias vítimas. Causando danos ao bem privado ou público.

Nossa! Parece até que a comissão de fiscalização das obras da cidade não existe. E se existe está com os olhos vendados para esta situação.

E o povo cadê? So meia dúzia de internautas mandam fotos como está para questionar o assunto. E os demais por que não compartilham desta ideia? Porque ficam olhando tudo de camarote e aplaudindo esta situação?

Parabéns a Construtora Santa Inês pelo péssimo trabalho executado nas ruas de Água Branca, para bens aos funcionários da construtora, que mesmo sendo todos da cidade, não trabalham com zelo e respeito pelo o que é seu. Água Branca é nossa! E merece ser respeitada. Então, por que os servidores da Construtora não respeita esta cidade? Não era preciso estar fazendo apologia a este fato. Uma vez que por consciência os trabalhadores da Construtora Santa Inês, nascidos e criados no município, que percorrem todos os dias estas ruas e avenidas, devia ter mais respeito por sua terra.

Já que os trabalhadores não tem consciência do trabalho que realizam cabe a Construtora Santa Inês, exigir destes operários, mais respeito ao executarem seus serviços nas ruas e avenidas da cidade, cobrando qualidade na execução da obra de esgotamento sanitário. Não basta só empurrar a obra goela abaixo na sociedade, para mostrar que esta sendo feita. Se for para fazer, pois que façam com respeito ao povo e com qualidade.

É necessário também que a dita construtora, qualifique estes funcionários, colocando para trabalhar na obra profissionais qualificados capazes de executar os serviços. Ao que parece a construtora não executa nenhum trabalho de qualificação dos funcionários, apenas os garimpa pela cidade e os colocam para tralhar cavando buracos.

Cabe ao Ministério Público e ao Ministério do Trabalho investigar como estes operários estão trabalhando. Em que condições eles são contratados e se todas as garantias exigidas por lei estão sendo atendidas, para admissão destes operários.

Lembrando que algumas empresas intimidam seus funcionários para que os mesmos não revelem as verdadeiras condições de trabalho a que estão sendo submetidos, pois muitos ficam com medo de perder o trabalho de serem demitidos por revelar tais condições. Daí a importância de um trabalho minucioso de entrevista com cada operário.

Veja Matérias publicadas no portal Mpiaui em que a população critica veemente a obra de esgotamento sanitário executada pela Construtora Santa Inês.


CONSTRUTORA SANTA INÊS, MUITA DOR DE CABEÇA AO POVO DE ÁGUA BRANCA PIAUÍ 

VEJA COMENTARIOS DOS INTERNAUTAS SOBRE ESTÁ PUBLICAÇÃO 

Construtora está acabando com ruas da Capital Econômica do Médio Parnaíba. A construtora executa trabalho de péssima qualidade.

Água Branca – 21 e abril de 2013. Mas uma vez o PORTAL MPIAUI é procurado por populares revoltados, com a falta de respeito da CONSTRUTORA SANTA INÊS, responsável pela realização da obra de esgotamento sanitário em Água Branca.

A população, principalmente os motoristas, queixa-se da falta de compromisso que a construtora tem para com as pessoas que trafegam pelas ruas da cidade.

Segundo  denuncia feita ao PORTAL MPIAUI, a construtora, está realizando as obras de escavação do esgotamento sanitário, mas deixa tudo pela metade. Antes mesmo de terminar uma rua já começa em outra, além de não sinalizar os locais onde estão ocorrendo escavações com placa de advertência para garantir a segurança dos pedestres e motoristas que trafegam pelas ruas da cidade.

E quando existe placa de sinalização, estão postas de maneira errada, em uma rua sim e outra não. A cidade está abeira de um colapso de tantos buracos, deixados pela CONSTRUTORA SANTA INÊS e seus serviços que nem de longe chegam perto de algum padrão de qualidade.

Tem ruas que demoram mais de meses para ser preparadas e quando terminam o serviço, ainda deixam uma serie de quesitos a fazer, tipo quando terminam uma rua, fica faltando colocar parte do calçamento, sendo que antes deles realizarem a obra a rua era toda calçada e limpa e depois da obra passou a ficar em estado de abando toda danificada e sem calçamento.

É o caso da Rua Projetada 70 no bairro Compasa, que era toda calçada agora tá uma parte calçada e outra não. A rua atrás da Agência da Caixa Econômica Federal, no centro da cidade, tem um buraco enorme onde colocaram uma tabua fincada para sinalizar que existe perigo. A rua que fica ao lado da Câmara de vereadores da cidade que era toda asfaltada, agora está com parte de sua estrutura danificada apenas pavimentada em calçamento.

Essas e muitas outras reclamações são destaque em bares, comércios, mercearias, farmácias, postos de combustíveis e residências da cidade. Todos comentam o péssimo trabalho executado pela CONSTRUTORA SANTA INÊS nas ruas de Água Branca. 

 



VEREADORA TATIANA FISCALIZA OBRAS DO ESGOTAMENTO SANTIÁRIO

VEJA OS COMENTÁRIOS DEIXADOS PELOS INTERNATUAS NO FACEBOOK 

Água Branca – 21 de janeiro de 2013. Após varias denúncias no PORTAL MPIAUI sobre a maneira como as obras o esgotamento sanitário vem sendo realizadas no município, as autoridades competentes se manifestaram, e ao que parece a Rua Major Antonio Lopes, está sendo recuperada, com a inserção de asfalto em toda sua extensão, nos locais onde foram realizadas as escavações para que fossem inseridos os canos do esgotamento sanitário.

Estiveram visitando o local para ver como está sendo a qualidade do asfalto aplicada na Rua Major Antonio Lopes, a vereadora Tatiana, o jornalista Misael Lima e o assessor jurídico do Portal MPIAUI, Dr. Aurélio.

Lembrando aos internautas que esta é uma obra alvo denúncias que envolvem desvio de finalidade do recurso da obra no valor de R$ 500.000,00 (MEIO MILHÃO DE REAIS), segundo informações adquirido juto ao TCE-PI.

A vereadora Tatiana cobra das autoridades providências a serem tomadas no sentido de ter a devolução do dinheiro público desviado da obra do esgotamento sanitário.

Segundo o Jornalista Misael Lima é preciso que o parlamento de Água Branca se mobilize e fiscalize a obra que vem sendo executada no município, até pela quantidade de recursos envolvidos, pois é uma obra com valor acima de R$ 9.000.000,00 (Nove milhões de Reais). Uma obra que merece mais atenção por parte da sociedade e dos gestores, pois trará melhores condições de vida a população de Água Branca.

Veja abaixo algumas matérias já produzitas pelo PORTAL MPIAUI que falam da obra do esgotamento sanitário realizada em Água Branca 

Exite um Perigo nas ruas de Água Branca

Recurso para Obras do Esgotamento Sanitário tem desvio de Finalidade

930 internautas acham péssima a buraqueira nas ruas de Água Branca

Sem respeitar o povo de Água Branca Construtora Santa Inês executa obra

Em Água Branca Obras de Esgotamento Sanitário causam dores de cabeça ao comercio da cidade

Água Branca: Obras para ter 100% de esgotamento sanitário

Água Branca tem Obras de Saneamento Básico




EXISTEM PERIGOS NAS RUAS DE ÁGUA BRANCA PIAUÍ 

VEJA COMENTÁRIOS NO FACEBOOK SOBRE ESTA MATERIA 

 

Obras do Esgotamento Sanitário realizadas no município de Água Branca deixam marcas inesquecíveis.

Hoje, Água Branca é sinônima de desenvolvimento, e acaba de ganhar mais um adjetivo, cidade dos buracos, ou melhor, capital da obra mal feita.

É isso mesmo internautas, capital da obra mal feita sabem por que este nome, devido à obra do esgotamento sanitário, uma obra que é de péssima qualidade e que vem deixando muitos moradores de Água Branca com os nervos a flor da pele.

Ao que parece, a obra agora não é alvo de criticas só do povo da cidade, mas também de pessoas que visitam o município, como é o caso de seu João, que veio fazer compras na cidade e teve seu carro, uma D10, tragada pelo resultado da realização de uma obra de péssima qualidade, onde o que vemos é a irresponsabilidade das pessoas que a fiscalizam.

O automóvel mencionado neste texto afundou literalmente em meio ao calçamento. O fato ocorreu na Rua Antônio Tupinambá Portela, no centro de Água Branca, uma das rodas do carro afundou, bem no local, onde foi realizada a escavação para que fossem colados os canos do esgotamento sanitário, parece que o buraco foi bem feito, pois a camada de calçamento colocada sobre ele não foi suficiente para tampa-lo, só foi o carro passar por cima que afundou.

É fato, que obra aqui sita, por se só, mostra o quanto não tem qualidade, só foi ficar sob forte intensidade da chuva que a mesma mostrou está sendo executado de maneira irregular, o que demostra que não estão utilizando a quantidade de cimento adequada para garantir que este tipo de transtorno não ocorra.

É de conhecimento de qualquer pedreiro, mestre de obras e engenheiro, que um calçamento bem fixado com uma determinada camada de cimento, é capaz de suporta mais de 30 toneladas, o que dirá uma o peso de uma simples caminhonete.

É preciso que os vereadores responsáveis por fiscalizar a obra se movimentem e mova uma ação para resolver este problema, em parceria com o ministério público local, intimando a empresa responsável pela obra a CONSTUTORA SANTA INES a da explicação sobre estes acontecimentos, que não é só do nosso conhecimento, mas do conhecimento de todos.

Espera-se que esta bancada parlamentar faça seu papel de cobrar o melhor pela sociedade de Água Branca.

 

 

 

 

 

ÁGUA BRANCA: OBRAS PARA TER 100% DE ESGOTAMENTO SANTÁRIO

VEJA O QUE DIZ OS INTERNAUTAS SOBRE A PUBLICAÇÃO DESTA MATERIA 

O trabalho de esgotamento sanitário da cidade de Água Branca já está em pleno andamento. Serão 11 pontos de captação dos degetos advindos dos esgotos, despejados em 4 tanques de tratamento. Os dejetos não serão despejados direto no Açude Grande. Depois de passarem pelos pontos de captação e tratamento é que desembocam no Açude Grande, já filtrados e com 97% de pureza, segundo informaram ao Jornalista Reinaldo Barros os engenheiros da obra.

Vale ressaltar que a obra não tem vínculo com a AGESPISA – Águas e Esgotos do Piauí S/A e nem com o Governo do Estado. É fruto de convênio entre o Governo Federal e a Prefeitura Municipal de Água Branca e orçado em mais de R$ 30 milhões. Desse total já foram liberados R$ 10 milhões e o restante estará a disposição da empreiteira responsável pela obra em mais duas parcelas, conforme for terminando cada etapa da obra.

Nossa reportagem esteve no canteiro de obras, instalado em amplo espaço disponível e não usado dentro do Estádio Municipal Luzia Bezerra Sales. É bom também salientar que o depósito de materiais e máquinas no espaço do Estádio Municipal em nada está comprometendo seu estado físico.



RECURSO PARA OBRAS DO ESGOTAMENTO SANITÁRIO TEM DESVIO DE FINALIDADE

COMECE VENDO A REAÇÃO DOS INTERNAUTAS AO SABEREM DESTA INFORMAÇÃO 

Água Branca – 07 de janeiro de 2012. O PORTAL MPIAUI teve acesso aos extratos da Conta Movimento do Município, onde constam dois creditos oriundos de duas transferências em forma de TED, onde o dinheiro foi retirado da conta Convênio do Governo Federal, o que não pode acontecer.

Tal conduta caracteriza ato de IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA, POR DESVIO DE FINALIDADE.

As transferências que consta nos extratos apontam que os valores creditados na Conta Movimento do município chegam a totalizar MEIO MILHÃO DE REAIS, foram duas transferências de R$ 250.000,00 (Duzentos e cinquenta mil reais), realizadas no dia 21 de agosto de 2012.

Em consulta a Assessoria Jurídica do PORTAL MPIAUI, através do Dr. Antonio Aurélio de Alencar, obtivemos a informação de que tal conduta caracteriza IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA POR DESVIO DE FINALIDADE.

Porque Desvio de Finalidade?

Porque o recurso do Convenio do Governo Federal com o município, só poderia ser transferida para a conta da CONSTRUTORA SANTA INÊS, empresa que ganhou a licitação para execução da obra de Esgotamento Sanitário na cidade. No entanto, o recurso foi transferido para Conta Movimento do Município, o que caracteriza ato de IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA.

Espera-se que o ministério público federal tome as providencias legais cabíveis.

Veja Extratos:


CLIQUE AQUI E VEJA EXTRATOS DA CONTA MOVIMENTO DO  MUNICIPIO

 

 

930 INTERNATUAS ACHAM PÉSSIMA A BURAQUEIRA NAS RUAS E AVENIDAS DE ÁGUA BRANCA

COMECE VENDO COMENTÁRIOS DOS INTERNAUTAS SOBRE A PUBLICAÇÃO DESTA MATERIA

Em Julho de 2012 foram iniciadas em Água Branca, as obras de Esgotamento Sanitário, onde surgiu o nascimento de um novo tempo na cidade. O tempo da buraqueira, um tempo de muito orgulho para o povo da cidade, voltou-se ao passado, com ruas empoeiradas e com ótima qualidade de vida, com um ar raríssimo de tão puro, com casas e estantes, sem o mínimo de poeira, com ruas sem o mínimo de lama. É um tempo de estrema alegria e progresso. Viva ao povo de Água Branca que aceita, este tipo de coisa sem questionar ou buscar seus direitos.

Veja detalhes do convênio para realização da obra, adquiridos junto ao Portal da Transparência, onde consta o valor do convenio de R$ 9.995.652,25 ( Nove Milhões Novecentos e Noventa e Cinco mil e Seiscentos e Cinquenta e dois reais e Vinte e Cinco centavos), onde já foram liberados para obra de Esgotamento Sanitário o valor de R$ 2.998.695,68 ( Dois Milhões Novecentos e Noventa e Oito Mil e Seiscentos e Noventa e Cinco Reais e Sessenta e Oito Centavos).

LEMBRANDO QUE ESTE RECURSO É ORIUNDO DA FUNDAÇÃO NACIONAL DE SAÚDE – DF 

Lembrando que este é um recurso de ordem federal, e não deve ser usado para outros fins, somente poderá ser repassado da conta do convênio ( Banco do Brasil Agência: 0888-5 Conta: 21.482-5 para conta da empresa que ganhou a licitação para realização da obra. No caso a CONSTRUTORA SANTA INES.

Se o recurso for sacado ou transferido para outra conta que não seja da CONSTRUTORA SANTA INES, será um ato de improbidade administrativa, crime previsto em lei do condigo penal brasileiro, uso indevido de recurso público, abuso de poder econômico e do bem público.

O PORTAL MPIAUI comunica a sociedade, em especial aos internautas, que está acompanhando de perto, uso dos recursos deste convênio.

Diante disso o PORTAL MPIAUI  perguntou na enquete aos seus leitores o que eles achavam da buraqueira presente nas ruas da cidade? 70% dos internautas optaram por voltar na opção péssima, sendo a opção que ganhou disparada na enquete, porém com uma pequena vantagem na votação, a maioria acredita que mesmo com toda essa buraqueira o resultado vai ser satisfatório 11% e os outros 19% estão conformada e aceita a situação.

Cabe agora aos responsáveis pela fiscalização da obra exigir maior responsabilidade da empresa com os habitantes do município de Água Branca.

Lembrando que a enquete foi ao ar dia 01 de janeiro de 2013, e permaneceu pelo prazo de sete dias.

 

SEM RESPEITAR O POVO DE ÁGUA BRANCA CONSTRUTORA SANTA INÊS EXECUTA OBRA

VEJA O QUE COMENTARAM OS INTERNAUTAS APOS PUBLICAÇÃO DESTA MATÉRIA

Água Branca – 06 de dezembro de 2012. Um movimento muito comum na cidade são os motoristas indignados com os buracos deixados nas ruas pela CONSTRUTORA SANTA INÊS.

Vejam só que coisa, a construtora está executando na cidade o brilhante trabalho de Esgotamento Sanitário, mas também está executante o péssimo trabalho ao realizar o termino do serviço em algumas ruas.  

A construtora mal termina de fazer a encanação do esgotamento em uma rua, e já passa para outro trecho de outra rua, sem que as obras do trecho anterior tenham terminado, e quando termina a obra em um trecho fica de péssima qualidade, o local da tubulação não pode ver água que começa a afundar, estão utilizando mais areia do que cimento para fixar o calçamento.

Sem falar no pouco asfalto que temos em algumas avenidas e ruas que estão indo embora, como a Rua Major Antônio Lopes, onde a obra foi realizada em toda sua extensão e o asfalto ainda não foi reposto do jeito que foi encontrado, e do dia 01 ao dia 06 de dezembro a rua estava totalmente acabada com tantos buracos, pois após duas grandes chuvas, os locais das tubulações afundaram, para se ter uma ideia, cabe a roda completa de um carro dentro dos buracos que só tendem a piorar com as chuvas.

Que o trabalho de esgotamento sanitário é importante isso não escondemos, mas deveriam ter mais um pouco de respeito para com o povo e o patrimônio público, por exemplo: se a CONSTRUTORA SANTA INÊS encontrou uma rua toda asfalta sem nenhum buraco em sua extensão e esta executando a obra na mesma, tem como dever entregar a rua do jeito que encontrou, não deixando os motoristas e pessoas que trafegam pelo local, em uma situação constrangedora.

Segundo uma moradora que não quis se identificar, a rua de sua casa está um total abandono, a construtora fez a obra e ainda não concluiu a mesma em toda extensão da Rua Major Antônio Lopes, quando chove para chegar à casa só de barco, com a água empossada em tantos buracos.

É preciso que os responsáveis pela obra tenham mais consciência e se coloquem no lugar de quem necessidade utilizar a via pública para se locomover. 

 

EM ÁGUA BRANCA OBRAS DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO CAUSAM DORES DE CABEÇA AO COMERCIO DA CIDADE

VEJA O QUE DISSERAM OS INTERNAUTAS AGUABRANQUENSE SOBRE ESTA MATÉRIA 

Água Branca – 26 de outubro de 2012. As obras de Esgotamento Sanitário realizadas na cidade que fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento – PAC 2 do Governo Federal vem causando alguns transtornos a comerciantes e famílias da cidade.

O processo de realização das obras foi dado inicio sem o devido planejamento de execução operacional, para ter uma ideia da situação, as escavações são realizadas de forma quase que aleatória, não priorizando o bom relacionamento com a população. Em uma escala de ruas a serem escolhidas para se iniciar o processo de escavação para instalação do sistema de esgotamento sanitário, foi priorizado o centro da cidade, um erro grave se levado em consideração que todo sistema comercial e financeiro está nesta área.

Deste ponto, ver se que o processo de inicio das obras não esta transcorrendo como deveria. Lembrando que as áreas da cidade que mais precisam de Esgotamento Sanitário ficam nas regiões periféricas, ou seja, as obras teria que começar onde os bolsões de pobreza são maiores.

É importante salientar que a obra foi iniciada sem a realização de qualquer tipo de evento que fosse para informa a população sobre como seria o andamento da mesma. Apenas iniciaram a obra e pronto. Ficando um vazio de informações para população. Se você perguntar a um popular quando a obra teve início? Quando termina? Quais os bairros que ela priorizar em seu inicio? Porque foram escolhidos? E como a população deve se posicionar diante da realização da obra? Ninguém sabe dizer. Só sabe que tem uma obra.

Há de se dizer que tem sim muita coisa que o povo sabe. Tipo, a obra de Esgotamento Sanitário de Água Branca esta causando transtornos à população e ao comercio local, a começar por está sendo realizada de maneira desordeira priorizando o centro da cidade, deixando o comércio inviável em alguns locais da cidade como a Av. José Miguel em que, por exemplo, a DROGATEL FARMÁCIA sofre com as consequências desta obra, onde já perdeu parte do movimento comercial que tem, devido à poeira e a grande vala escavada na frente do estabelecimento, o que impedido a circulação de clientes naquele local.

Esta é uma grandiosa obra, mas não esta sendo realizada dentro dos padrões de aceitação da população. Outro fator pondera-te para rejeição desta obra, é o fato de que muitas canalizações da AGESPISA estão sendo quebras pela construtora responsável pela obra, a CONSTRUTORA SANTA INES o que mostra que a obra não esta sendo realizada em conjunto com a AGESPISA, e além da poeira e buraqueira que fica, a construtora coloca os canos e tampa o buraco, mas não deixa o lugar onde cavou do jeito que encontrou, e às vezes é preciso, refazer outra vez o procedimento porque foi mal feito. Com isso a população convive com o desperdício de água e falta da mesma. Pois quando é quebrando um cano por parte das escavações a construtora demora certo tempo para normalizar de novo o fornecimento de água as casas. E ver-se de longe o desperdício de água pelas ruas da cidade, água jorrando dos canos quebrados como se fossem os poços jorrastes da cidade de Cristino Castro, um atentado a população que paga sua fatura da AGESPISA para ter água em casa.

É inadmissível que uma obra como esta esteja sendo realizada a tronco e barrancos, não interessando para os responsáveis da mesma a opinião pública. Este esgotamento sanitário está sendo realizado para trazer saúde a população, mas antes mesmos que isso ocorra, ele esta trazendo doença, respiratória causada pela poeira e falta de saneamento, quando é o responsável pela falta de água, que é fonte de manutenção de algumas necessidades básicas da população, como tomar banho e beber. Fatores primordiais para uma boa saúde.

Não é dever fazer luz só ao que é negativo, mas é dever informar o que está errado. A obra do Esgotamento Sanitário é de extrema importância para Água Branca e já mais a população poderá negar isso, mas ela deve ser realizada em conformidade com as necessidades da povo.


ÁGUA BRANCA TEM OBRAS DE SANEAMENTO BÁSICO 

VEJA PRIMERIOS COMENTÁRIOS COM O INICIO DAS OBRAS NO DIA 23 de julho de 2012. 

O município de Água Branca que já era referência na região do Médio Parnaíba pelas políticas desenvolvidas durante a gestão do prefeito João Luís Lopes de Souza, o Zito (PSB), nas áreas de saúde, educação, infraestrutura, habitação e geração de renda, agora passa ser modelo também em saneamento básico.

O prefeito municipal, Zito, anunciou nesta segunda-feira (23), o inicio das obras de saneamento básico nas principais ruas da cidade, começadas pela empresa CONSTRUTORA SANTA INÊS, de Picos, que ganhou a concorrência.

Inicialmente as obras serão realizadas na rua de acesso ao açude da cidade. Segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal de Água Branca breve mente o projeto de saneamento será apresentada a comunidade, anunciando assim oficialmente o cronograma das obras. O prefeito anunciou também a construção de mais calçamentos, bem como a viabilização de novos projetos de calçamento junto ao governo do estado.

As obras do projeto de Saneamento, que foi iniciado pela prefeita, vão sanear todas as casas do município, com a captação do esgotamento sanitário.

Aos pouco a população de Água Branca ver um sonho se realizando. “Nunca pensei que minha cidade que além de ter sido toda calçada agora vai ter saneamento”, comemorou uma moradora da Rua Moraes. “É um sonho que está sendo realizado graças ao prefeito Zito”, completou ela.

Com um trabalho planejado e muita qualidade a empresa responsável pela obra não tem gerado qualquer tipo de transtorno aos moradores. Pela manhã são iniciadas as escavações e na parte da tarde já são concluídos, sem gerar transtorno.

Serão mais de R$ 9.000.000 milhões de reais investidos em saneamento basico na capital economica do Médio Parnaíba. 

Além de obras de saneamento básico que estão sendo executada a prefeitura vai também executar obra de pavimentação em diversas ruas.