“Mostraremos que podemos fazer valer força do povo”, diz Bolsonaro

Em agenda no interior da Bahia nesta sexta-feira (03/09), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que mostrará que pode “fazer valer a vontade e a força do povo”, caso alguma autoridade saia das quatro linhas da Constituição. O chefe do Executivo federal tem usado a expressão para afastar a possibilidade de ruptura institucional. As informações são do Metrópoles.

“Nós não precisamos sair das quatro linhas da Constituição. Ali temos tudo o que precisamos, mas, se alguém quiser jogar fora dessas quatro linhas, nós mostraremos que poderemos fazer também valer a vontade e a força do seu povo”, disse em discurso durante cerimônia de assinatura do contrato de concessão da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL I), em Tanhaçu (BA).

No próximo dia 7 de setembro, terça-feira, Bolsonaro vai participar de atos pró-governo, em Brasília e em São Paulo, nos quais pretende fazer pronunciamentos a seus apoiadores. Na Avenida Paulista, ele espera discursar para um público de 2 milhões de pessoas.

No mesmo dia, movimentos da oposição convocaram atos para se contrapor ao governo federal. Os protestos ocorrerão em locais separados, tanto na capital federal quanto na capital paulista, e são organizados sob forte esquema de segurança. Em Brasília, haverá policiamento reforçado na Praça dos Três Poderes, em especial em frente ao Supremo Tribunal Federal (STF) e ao Congresso Nacional.

Algumas das convocações têm adotado contornos golpistas, ao pedirem, inclusive, o fechamento do Supremo e do Congresso, e intervenção militar.

Outras agendas

À tarde, Bolsonaro vai à capital pernambucana, onde deve assistir à passagem de comando da 4ª Região do Exército e acompanhar a primeira-dama do país, Michelle Bolsonaro, em uma ação social.

Em seguida, o titular do Planalto deve comparecer a um jantar com empresários. No sábado (04/09), segue para o agreste, a fim de participar do tradicional passeio de moto com apoiadores. Será a 10ª motociata do ano.

O chefe do Executivo percorrerá 191,5 km, de Recife até Santa Cruz do Capibaribe, onde começará a motociata. O encontro tem previsão de partir da Moda Center Santa Cruz, um shopping center da região. De lá, a motociata segue mais 55,2 km até Caruaru, onde haverá uma concentração de apoiadores de Bolsonaro.

A última motociata ocorreu há menos de quatro dias, em Uberlândia (MG). Na terça-feira (31/08), o mandatário da República foi à cidade do Triângulo Mineiro para a cerimônia de inauguração do Complexo de Captação e Tratamento de Água Deputado Luiz Humberto Carneiro, a única agenda oficial do dia, e realizou o passeio com simpatizantes. Foi a segunda motociata em dia de semana e durante expediente de trabalho, e o nono passeio de moto de 2021.

Acompanham o presidente, na agenda, os ministros do Turismo, Gilson Machado; da Cidadania, João Roma; e da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. Também estiveram presentes o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), e o pastor Silas Malafaia.

%d blogueiros gostam disto: