Prefeitura de Água de Branca convoca reunião sobre a Lei do Silêncio

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico realizou, nessa segunda-feira (17), na sede da Secretaria de Assistência Social, uma reunião com empresários de bandas locais, proprietários de carros de som, paredões de som e donos de clubes em Água Branca.

O prefeito Jonas Moura e o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Hildo Soares, conversaram com os presentes na reunião sobre a importância do cumprimento da “Lei do Silêncio”. “O secretário de Desenvolvimento Econômico, Hildo Soares, vai auxiliar e orientar todos os proprietários para que a Lei seja cumprida”, explica o prefeito.

É considerada poluição sonora qualquer alteração das propriedades físicas do meio ambiente provocadas por sons e ruídos com frequência, intensidade e duração que causam sensação sonora indesejável de incômodo, aborrecimento e irritação, com afetação direta ou indiretamente à saúde, ao sossego e ao bem-estar da coletividade.

“Água Branca possui uma Lei específica sobre o tema. Nossa intensão não é proibir os carros de som e paredões, mas queremos que adotem algumas medidas para evitar eventuais desconfortos ocasionados pelo volume elevado de carros de sons, paredões e clubes noturnos”, diz Jonas Moura.

O secretário Hildo Soares atentou sobre as zonas sensíveis e zonas mistas, lembrando que esses locais exigem uma atenção redobrada no que diz respeito ao volume sonoro, acrescentando que conta com apoio de todos os presentes na reunião. “As zonas sensíveis são áreas territoriais que abrangem hospitais, casas de saúde, creches e escolas. As zonas mistas são locais próximos às residências, centros comerciais, industriais e administrativos”, conclui.

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sentadas e pessoas em pé

A imagem pode conter: 2 pessoas

A imagem pode conter: 14 pessoas, pessoas sentadas

%d blogueiros gostam disto: