Seduc dialoga com produtores de mel para oferta de cursos de apicultura na região da Serra da Capivara e Vale do Canindé


Atualmente o Piauí é um dos maiores exportadores de mel do Brasil. Em 2022, 7 mil toneladas de mel foram exportadas pelo estado. Levando em consideração esse crescimento, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc), por meio da Superintendência de Educação Técnica e Profissional e Educação de Jovens e Adultos (Suetpeja), estuda a necessidade de profissionalizar estudantes nesse ramo.

Buscando intensificar a oferta de cursos de Educação Profissional, o Superintendente de Educação Técnica e Profissional e Educação de Jovens e Adultos (Suetpeja), Paulo Henrique Pinheiro, dialogou com pequenos produtores de mel do Território da Serra da Capivara e do Vale do Canindé.

Durante a agenda, o gestor visitou a Cooperativa Mista dos Apicultores da Microrregião de Simplício Mendes (COMAPI), com o intuito de estreitar parcerias para o escoamento da produção.

A COMAPI possui capacidade de processar sozinha 1 mil toneladas de mel, possui cinco selos de qualidade e exporta, principalmente, para os EUA. “Planejar cursos como esse, alinhados com as vocações produtivas dos territórios, será de grande importância para trazermos mais qualificação para os nossos estudantes. E essa é também uma orientação do governador Rafael Fonteles e do secretário Washington Bandeira para acelerar, avançar e modernizar a Educação do Estado”, afirma o superintendente.

A oferta de cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) de apicultura na região deverá estar articulada com cooperativas que escoam a produção, gerando emprego e renda para a população da região.

 

 



Deixe um comentário