TCE cria portal da transparência dos gastos com Covid-19 no Piauí

Na última segunda-feira, 27 de abril, o Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) disponibilizou a ferramenta Painel Covid-19 Piauí, que permite o acompanhamento dos recursos que vêm sendo recebidos e utilizados pelo Governo do Estado e pelas prefeituras dos municípios piauienses no combate à pandemia do novo coronavírus.

O Painel Covid-19 Piauí permite que a população verifique o valor total repassado pelo Fundo Nacional de Saúde (FNS) ao estado e aos municípios piauienses, discriminando o montante de cada transferência, a data do recebimento e quanto deste valor é destinado a ações de enfrentamento à Covid-19. Ao mesmo tempo, é possível consultar quais as principais despesas contratadas para o combate à pandemia, discriminando valores totais de contratos, objetos das despesas, principais empresas contratadas até o momento, entre outras informações de interesse geral.

A ferramenta foi construída com o esforço conjunto da Divisão de Desenvolvimento de Software do TCE-PI e da Comissão TCE Covid-19, instituída no mês de abril, com o objetivo de analisar, de forma concomitante, as receitas recebidas e as despesas empregadas no enfrentamento à Covid-19 no Piauí.

De acordo com a auditora de controle externo Geysa Elane Sá, que é uma das coordenadoras da Comissão TCE Covid-19, a ferramenta tem como principal objetivo dar transparência aos gastos públicos na época da pandemia. “O principal objetivo do Painel Covid-19 Piauí é trazer transparência à sociedade dos recursos que a Administração Pública piauiense vem destinando ao combate à pandemia, reunindo em uma única ferramenta, de forma compreensível, informações sobre os recursos recebidos e as despesas contratadas”, declarou Geysa.

O auditor de controle externo Luís Batista, que também se encontra à frente da comissão, afirmou que o Painel Covid-19 Piauí é atualizado conforme são recebidos novos recursos do governo federal pelo estado e municípios. “As informações serão atualizadas à medida em que forem repassados recursos do governo federal, e também quando forem publicados na imprensa oficial novos contratos relacionados com o novo coronavírus”, explicou.

%d blogueiros gostam disto: