Vereadores da prefeita de Altos votam contra projeto de apoio aos menos favorecidos

O presidente da Câmara Municipal de Altos, 42 km de Teresina, vereador Maxwel Pires, o Maxwel da Mariínha, informou através das redes sociais que o legislativo altoense apresentou requerimento para que a prefeitura aplicasse os recursos de combate ao coronavírus no auxílio financeiro à população.

Ele disse na sua mensagem que a proposta foi apresentada para que fossem repassados aos menos favorecidos da comunidade altoense quatro parcelas de R$ 300. Os valores seriam para atender profissionais autônomos, vendedores de água mineral, manga, milho, castanhas, dentre outros.

Seria, ainda, para garantir atendimento aos vendedores de cafezinho e outros trabalhadores que atuam como ambulantes e que ficaram sem renda por conta do isolamento social e do fechamento das atividades sociais, formais e informais.

O montante também seria usado para atender beneficiários de programas sociais e demais categorias que atuam no município. O requerimento foi rejeitado em plenário. Segundo ele, a bancada da prefeita, que persiste, decidiu votar contrariamente.

A proposta ganhou votos da bancada de oposição, dentre os quais o próprio Maxwel da Mariínha e João Campelo. Votaram contra os vereadores Juniel Pinheiro, Regina Catarinho, Adailton O Pancadão, Hélio Inácio, José Ernandes, Kiko Fontenele e Rumão Rocha.

Maxwel afirma esperar que todos os altoenses vejam quem realmente trabalha pela população local. Até pouco atrás ele pertencia ao grupo da prefeita Patrícia Leal e também votava contra projetos que eram em favor dos interesses dos menos favorecidos, a exemplo do Bolsa Família Municipal, de autoria do então vereador Toni Rodrigues.

Na época, foi proposto que os recursos e alimentos adquiridos pela prefeitura no período pré-eleitoral fossem destinados a atender os mais pobres que estavam passando fome e sérias dificuldades financeiras por conta da crise do governo Dilma Roussef (2011-2016). O presidente da Câmara e demais membros da bancada de situação entenderam diferente e votaram contra. 

Outros vereadores que hoje estão na oposição também votaram contrariamente à proposta de criação da Bolsa Família Municipal, que seria um programa e não um projeto ou simples requerimento. Vereadores da oposição naquele período foram deixados falando sozinho pela própria comunidade que optou pelos que sempre votaram contra os seus interesses.

 Não se pode ignorar o fato de que mesmo estando na oposição atualmente, Maxwel foi eleito e reeleito pela situação (bancada da prefeita) e garantiu a presidência da Câmara Municipal de Altos com apoio de Patrícia Leal. Ele, no entanto, se diz perseguido, mas não mostra um processo judicial anterior ao seu rompimento e nem uma fala da prefeita ou de qualquer membro do grupo em desagravo à sua pessoa.

Por Toni Rodrigues

%d blogueiros gostam disto: