Aluno com autismo representa o Piauí na Feira Brasileira de Ciências

O Piauí é representado na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE), que teve início nessa quarta-feira (17) e segue até a próxima quinta-feira (25), pelo aluno do Ceti Didácio Silva, Pedro Henrique Dias da Silva. O estudante produziu o artigo: “Peter Galáctic no Mundo da Matemática”.

Pedro Henrique cursa o 2º ano do Ensino Médio e possui Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), o que tem como consequência na vida do estudante o déficit na comunicação social e dificuldade de socialização. Por outro lado, ele desenvolveu conhecimento pela tecnologia e produção o projeto finalista da Febrace baseado na Gameficação.

A professora Sidiane Alves Cardoso, orientadora de Pedro, explicou que a ideia do trabalho surgiu durante as aulas remotas de matemática devido a pandemia do novo corona vírus a partir de uma proposta do professor para que os alunos desenvolvessem uma aula atrativa baseada na geometria espacial.

“Pedro Henrique desenvolveu uma animação com personagens feitos em cartum, desenhados no papel. Depois ele inseriu falas e movimentos corporais em um cenário gamer, construído, assim, uma metodologia ativa da educação chamada gameficação”, disse Sidiane Alves.

Logo depois, os recursos tecnológicos da Sala de Recursos Multifuncionais e Informática da escola foram adaptados e o trabalho apresentado com animação, avatar e personagens digitais com vozes especificas, movimento corporal, dando vida aos desenhos feitos inicialmente em croquis a lápis e papel. Com uma qualidade admirável, o projeto foi inscrito na feira.

A FEBRACE, que aconteceu esse ano de forma virtual, é um dos maiores movimentos nacionais de estímulos a jovens cientistas. Anualmente, uma grande quantidade de projetos são apresentados na feira. Os participantes concorrem a prêmios que vão desde medalhas a bolsas de iniciação científica.

(*) fonte portal odia

%d blogueiros gostam disto: