Força-tarefa contra o feminicídio acontecerá em Regeneração, Castelo e mais 5 municípios do Piauí

A delegada Eugênia Villa Nogueira, subsecretária de Segurança Pública do Piauí, em parceria com a delegada Luana Alves, titular da Delegacia de Feminicídio, e o delegado Marcelo Leal, gerente de Polícia do Interior, montaram uma força-tarefa e irão visitar os municípios onde ocorreram feminicídio em 2019. A informação foi confirmada pela delegada durante uma entrevista ao Programa Notícias da Boa, da Rádio Jornal Meio Norte.

De acordo dados do Núcleo Central de Estatística e Análise Criminal da Secretaria de Segurança do estado, somente nos 50 primeiros dias do ano, o Estado do Piauí já registrou sete casos, todos em municípios do interior do Estado. “O objetivo da força-tarefa é entender por que as vítimas que estão sendo violentadas não estão procurando a rede de apoio a essas mulheres. Além de investigar os crimes, a ação visa também prevenir outras ocorrências”, disse a delegada.

A delegada disse ainda, que o mutirão vai avaliar a qualidade dos inquéritos que estão sendo produzidos pelas delegacias e o atendimento das mulheres, assim como difundir a utilização do aplicativo Salve Maria, que tem como objetivo combater a violência doméstica contra as mulheres.

Casos de feminicídio

Somente em janeiro, três mulheres foram vítimas de feminicídios. A primeira vítima, identificada como Eliane Sousa Paiva, foi morta a tiros pelo ex-companheiro após terminar o relacionamento. Após assassinar a mulher, o acusado usou a mesma arma para tirar a própria vida. Já o segundo e o terceiro feminicídios ocorreram, respectivamente, nas cidades de São Raimundo Nonato e Simplício Mendes.

Outro caso aconteceu no início de fevereiro na cidade de Castelo do Piauí. Maria das Graças, 17 anos, foi assassinada a pauladas no dia 02 de fevereiro em Castelo do Piauí. Francivando Gomes de Sousa, de 19 anos, principal suspeito pelo crime, foi preso no dia 03 deste mês.

Ana Lúcia, 32 anos, foi morta a pauladas em uma roça no povoado Tamburiu na Zona rural de Betânia do Piauí, região Sul do Piauí. O corpo da vítima foi encontrado no dia 07 de fevereiro. A Polícia Militar acredita que Cícero Mendes, 44 anos, tenha assassinado a esposa e, logo em seguida, cometido suicídio.

Nataciane dos Santos Sousa, 24 anos, foi assassinada com 10 perfurações no corpo. A vítima foi encontrada morta no dai 16 de fevereiro em Cocal. O principal suspeito de cometer o crime, Francisco Antônio Pereira dos Santos, ex-companheiro da vítima, foi preso no dia 17.

O caso mais recente de feminicídio no Piauí foi registrado na segunda-feira (18), na cidade de Regeneração. Uma mulher, identificada como Juscilene Soares de Sousa, 36 anos, foi morta pelo marido, Janael Pereira da Silva, com uma paulada na cabeça. Depois do crime, ele cometeu suicídio.

Comentários estão fechados.