Piauí: GREVE pode impedir matrícula e vestibular na UFPI e IFPI

Os servidores federais em greve do Instituto Federal do Piauí (IFPI), distribuem um comunicado alertando sobre a decisão da Federação dos Trabalhadores Técnico-Administrativo das Universidades Brasileiras (FASUBRA) e do Comando nacional de Greve, sobre a não realização das matrículas dos estudantes e ainda dos vestibulares, enquanto o governo não negociar.

O comunicado diz que “no dia 26/07 foi feito um anúncio oficial em frente ao MEC com objetivo de dar visibilidade à decisão de não realizar vestibular nem matrículas deste ano em todas as universidades federais do país”.

E foi confirmada a realização de mais uma assembleia dos docentes, também em greve. Esta será realizada nesta sexta-feira (03/08) às 9h no Anfiteatro do CCN, campus Torquato Neto.

“Como não obtivemos respostas satisfatórias por parte do Governo do Estado, que permanece protelando as negociações com os representantes da ADCESP, se torna eminente debatermos com o conjunto dos professores os próximos passos a tomarmos, visando o fortalecimento de nossa categoria e da própria Universidade”, informam os docentes em comunicado.

OAB-PI PEDE INTERVENÇÃO DO CONSELHO FEDERAL
A greve que já dura dois meses, não tem previsão para acabar. Nesta terça-feira (31/07), o presidente da OAB-PI, Sigifroi Moreno, solicitou o envolvimento do Conselho Federal da OAB a fim de colaborar com a resolução e defender os interesses da sociedade, já que as propostas apresentadas até agora pelo Governo Federal não foram aceitas.

RODADA DE NEGOCIAÇÕES
Nesta quarta-feira (1º/08), os professores se reúnem às 21h com o secretário de Relações do Trabalho do Ministério do Planejamento, Sérgio Mendonça, a fim de dar uma resposta oficial à proposta da União. O governo federal ofereceu reajuste de 25% a 40% a ser aplicado em três anos ao salário dos docentes, em lugar dos aumentos a partir de 12% inicialmente sugeridos. No entanto, a posição do Andes-SN é que reivindicações importantes acerca de progressão de carreira, gratificações e avaliação de desempenho não foram contempladas.

IFPI ESCLARECE: MATRÍCULA OCORRE NORMALMENTE
O Instituto Federal do Piauí informou, em nota, que ao contrário de comunicado divulgado pelo movimento grevista, a instituição já realizou seu Classificatório 2012.2, com a presença de mais de 4 mil candidatos para as 895 vagas em cursos técnicos em seus 11 campi. Além disso, as matrículas dos aprovados , iniciada no dia 23 de julho nos campi Corrente, Floriano, Uruçui, Paulistana e São Raimundo Nonato, seguem sendo realizadas normalmente.

Aos alunos da instituição, que não concluíram o período letivo devido à greve, o IFPI informa que a volta as aulas será informada através de chamada público em seu site, perfis nas redes sociais, jornais e emissoras de rádio.