Sem água nas torneiras, habitantes de bairro de Água Branca sofrem com descaso

O drama dos moradores do Bairro São Luiz, em Água Branca, parece não ter fim. Sem água nas torneiras há três semanas, são obrigados a ter que carregar água usando todas as formas disponíveis possíveis. Mulheres com latas de água na cabeça, em carrinho de mão, na garupa de moto, crianças com garrafas pets, são vistos a todo instante nas ruas do bairro. A situação se torna ainda mais complicada para as famílias que têm crianças, idosos ou gente doentes em casa.

O problema da falta de água que afeta por inteiro o Bairro São Luiz, nada mais é que apenas um disjuntor no quadro de energia elétrica da bomba do poço que abastece aquela comunidade, segundo relato dos próprios moradores.

Moradores relataram ainda, que a AGESPISA, órgão responsável pelo fornecimento de água no bairro, já foi comunicado várias vezes sobre o problema, mas que a resposta é sempre a mesma: “não tem gente disponível para fazer a correção do problema”. “Enquanto isso os pobres têm que se virar em casa sem uma gota de água na torneira. Não temos água nem para beber”, relatou uma moradora do bairro. A Prefeitura de Água Branca tem que também fazer sua parte e não ignorar o problema simplesmente por achar que quem deve resolver é a AGESPISA.