Preso acusado de matar professor Landel Franklim em São Pedro do Piauí

Foi preso no final da manhã desta segunda-feira (14), Mauro Lúcio, o Nego Mauro, acusado do latrocínio [roubo seguido de morte] do professor Landel Lima Flaklin, 22 anos. Ele foi preso em cumprimento a um mandado de prisão contra o mesmo, expedido pelo juiz da comarca de São Pedro do Piauí.

Nego Mauro foi preso pela Polícia Militar na Vila Costa Rica, em Teresina. O crime aconteceu na noite do último dia 15 de setembro, na rodovia PI-219, que liga a cidade de São Pedro a Agricolândia.

Ele também é suspeito de ter participado de uma execução de cinco na Vila Irmã Dulce há dois anos, conforme reportagem do programa Balanço Geral da TV Antena 10.

Nego Mauro estava foragido desde a data do crime, e somente agora foi capturado pela polícia. O mesmo ficará à disposição da justiça e será encaminhado para um presídio.

Outro suspeito

Um outro suspeito de participação no crime, identificado como Alex Santana da Silva, foi preso ainda em outubro do ano passado, na cidade maranhense de Parnarama.

Alex Santana foi preso em 31 de outubro, na localidade Aumesca, a cerca de 30km na zona rural da cidade de Parnarama. Em depoimento, ele confessou o crime e deu detalhes da ação que culminou na morte do jovem professor. Ele disse que o Nego Mauro foi o responsável pela morte do professor. Alex se encontra preso na Vereda Grande, em Floriano.

O crime

O jovem professor Landel Franklin morreu em um crime de latrocínio, na noite do último dia 25 de setembro, quando voltava do serviço para sua residência, que fica localizada cerca de 02km da sede do município.

Na ocasião, a polícia informou que a vítima foi seguida em um certo trecho ao longo da rodovia, sendo abordado pelos criminosos somente próximo à residência do mesmo, cerca de 500 metros de distância, quando foi atingido por disparos de arma de fogo.

O professor ainda chegou a ligar para sua mãe pedindo socorro. Landel foi socorrido e levado consciente para o hospital de São Pedro de onde foi encaminhado para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT), mas não resistiu aos ferimentos e foi a óbito.

Repercussão

O caso repercutiu em todos os veículos de imprensa, seja televisiva, sites ou impressos. O fato comoveu a população são-pedrense, quando foi realizada uma caminhada com a participação de autoridades e milhares de pessoas nas ruas da cidade, pedindo segurança e uma resposta para o caso.

Além disso, também foi realiza audiência pública na Câmara Municipal com autoridades responsáveis a níveis municipal e estadual em busca de segurança para todos os cidadãos são-pedrenses e uma resposta para fato tão violento e comovente.

Fonte: canal121

Comentários estão fechados.