Ministro da Pesca anunciará investimento de R$ 20milhões no PI

O ministro da Pesca e Aquicultura, Marcelo Crivella, virá ao Piauí, no dia 13 de dezembro, para a assinatura do Plano Safra da Pesca e Aquicultura, destinado a investimentos na área da piscicultura. O anúncio da visita foi feito durante visita do governador Wilson Martins ao Ministério da Pesca, na tarde dessa quarta-feira (28). Na oportunidade, o governador aproveitou para sugerir novas parcerias que beneficiam os pequenos criadores do Estado.
 
“O Piauí possui um grande potencial para a piscicultura e o nosso intuito é incentivar a criação de peixes, através da instalação de tanques-rede”, argumenta Wilson Martins ao comentar sobre a necessidade de novos projetos destinados aos produtores familiares, bem como a realização de cursos de capacitação para que as famílias possam aumentar a sua renda.
Segundo Crivella, o Governo Federal destinou um total de R$ 100 milhões para a execução do plano em todo o país. Deste valor, até R$ 20 milhões poderão ser disponibilizados para o Piauí. 
 
“Nossa prioridade são os estados do Norte e Nordeste, bastando que estes participem das concorrências públicas”, explica o ministro da Pesca ao reforçar a sua simpatia pelos projetos que já são desenvolvidos no Estado.
 
O Plano Safra de Pesca e Aquicultura tem como meta produzir 2 milhões de toneladas anuais de pescado até o ano de 2014, ampliando as ações governamentais e o desenvolvimento sustentável por meio de medidas de estímulo à competitividade e ao empreendedorismo.
 
Governador pede celeridade na aprovação de projetos
Durante a reunião, Wilson Martins pediu celeridade na liberação dos projetos enviados pela Secretaria do Desenvolvimento Rural (SDR) e do Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi), que visam à capacitação, qualificação, extensão rural, implantação de tanques em rede, dentre outras ações. Tão logo ouviu os pedidos do governador, o ministro Marcelo Crivella comprometeu-se em acelerar o andamento dos processos. “Tenho o maior gosto em aplicar investimentos no Piauí”, afirmou.