Polícia prende mulher acusada de homicídio em Castelo do Piauí

A Polícia Civil, através da Delegacia de Castelo do Piauí, prendeu nesta sexta-feira (1) Gardênia Gonçalves Lima, 18, acusada de agressão a Irene Ferreira Neta, 24 anos. A vítima chegou a ser internada durante 15 dias no Hospital de Urgência de Teresina, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

De acordo com o delegado Renato Pinheiro o ex-companheiro da vítima era o principal suspeito. Porém, ele acusou a própria sobrinha Gardênia e então os dois terminaram sendo colocados frente a frente em uma acareação.

“Gardênia confirmou que agrediu Irene sozinha, sem a participação de Galsa. Uma testemunha presenciou as agressões e confirmou essa informação. Com base nas investigações requeremos sua prisão temporária. Desde então estávamos realizando incursões diárias a sua procura. Hoje ela foi encontrada em baixo da cama na casa de seu irmão, aqui mesmo em Castelo”, explicou o delegado.

Renato Pinheiro disse ainda que durante as buscas pela acusada a Polícia Militar de Castelo esteve atenta às saídas da cidade e os locais onde ela poderia estar escondida. Gardênia Gonçalves Lima está presa na delegacia do município.

“Ela está em local separado dos demais detentos até que tenhamos vaga na penitenciária feminina. A participação da Polícia Militar foi importante para que hoje pudéssemos dar cumprimento ao mandado de prisão contra ela. Lamentamos que a dona Irene não tenha resistido à violência que sofreu”, concluiu o delegado.

Irene Ferreira foi agredida no dia 11 de março por volta das 18h no bairro Transmissores. Renato Pinheiro disse que o crime aconteceu por motivos fúteis, mas que a acusada teria consumido bebida alcoólica e, segundo testemunhas, entorpecentes.

 

 

%d blogueiros gostam disto: