Bando desviou R$ 10 milhões do INSS em Valença do Piauí

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira(14), a operação Sambito que visa desarticular uma quadrilha especializada em fraudes previdenciárias na microrregião de Valença  do Piauí (a 210 km de Teresina), localizada no Vale do Sambito. Estão sendo cumpridos 24 mandados e o prejuízo já chega a mais de R$ 10 milhões.

A operação ocorre em parceria com o Instituto Nacional de Seguridade Social-INSS e com o Ministério da Previdência Social, através da Força Tarefa Previdenciária.

São 12 mandados de prisão temporária e 12 mandados de busca e apreensão nas cidades de Teresina, Valença do Piauí, Novo Oriente do Piauí, Várzea Grande e Santa Cruz dos Milagres, todos expedidos pelo juiz da Vara Federal em Picos. 

De acordo com a PF, o bando arregimentava pessoas interessadas em conseguir benefício rural fraudulento e depois realizavam empréstimos consignados. Os valores desses empréstimos serviriam para pagamento de membros da quadrilha.

“No decorrer das investigações, foram identificados mais de 500 benefícios de aposentadoria rural com indícios de fraude, os quais podem ter causado um prejuízo ao INSS superior a R$ 10 milhões. A suspensão destes 500 benefícios já está sendo realizada pelo INSS e evitará um prejuízo futuro aos cofres dessa autarquia na ordem de R$ 70 milhões”, afirma a nota da PF.

Em apenas 53 benefícios já suspensos pelo INSS constatou-se um prejuízo efetivo na ordem de R$ 1 milhão, além de um prejuízo causado aos bancos privados superior a R$ 400 mil decorrentes de empréstimos consignados.
        
A operação conta com 70 policiais federais lotados nas Superintendências da Polícia Federal no Piauí, Ceará e Maranhão.

Após os procedimentos de praxe no âmbito desta Polícia Federal, os presos serão encaminhados à Casa de Custódia de Teresina, onde ficarão à disposição da Justiça. 


%d blogueiros gostam disto: