Candidatura de Valmir Sales mexe com os pilares da política de Água Branca

Com larga escala de prestação de serviços ao povo de Água Branca, em especial às camadas mais pobres da sociedade, Valmir Tavares de Sales decidiu colocar seu nome para apreciação dos aguabranquenses visando uma vaga no Legislativo Municipal.

Secretário de obras e serviços públicos da Prefeitura de Água Branca há até poucos meses, Secretário Municipal de Esporte e Lazer na administração do prefeito Zito, comendador da Ordem do Mérito Renascença do Piauí (maior comenda outorgada pelo Governo do Estado do Piauí), comerciante, empresário, além de político de muito poder e bastante querido. Nas últimas eleições municipais cerca de dois vereadores foram sempre eleitos com apoio de Valmir Sales, que em 2020 pretende no lugar de apresentar dois nomes para concorrerem à Câmara de Vereadores, como tem feito nas últimas eleições, resolveu desta vez colocar seu próprio nome para apreciação do povo de Água Branca.

Por ser um dos políticos mais prestigiados da cidade, Valmir Sales embora já tenha se posicionado como oposição, vem sendo “namorado” pela situação. A redação do MPiauí no edifício comercial Eurobussines, zona leste de Teresina, recebeu a informação de que uma secretária do governo Jonas Moura teria entrado em contato com Valmir Sales sugerindo sua volta ao grupo situacionista. Nossa editoria manteve contato com o político, que foi discreto nas suas colocações: “Vivemos um momento de acordos políticos, já me posicionei que sou pré-candidato a vereador. É natural que os grupos de situação e oposição procurem se fortalecer, adquirindo nomes que possam trazer votos para seu lado, mas estou decidido, já estou no grupo da oposição. Estamos trabalhando com o nome do ex-prefeito Zito como pré-candidato a prefeito e estudamos entre outros nome o que irá ser o pré-candidato a vice-prefeito“, disse.

Disse-me-disse à parte, a candidatura de Valmir Sales está mexendo com os pilares da política aguabranquense. Todos sabem do seu prestígio e do poder de voto junto ao eleitorado. Mantê-lo na oposição é fortalecer a oposição; reconquistá-lo para o grupo situacionista, é fortalecer a liderança do prefeito Jonas Moura e a possível candidatura a prefeito do pré-candidato Júnior Ribeiro. O certo mesmo é que “muita água ainda irá entrar no Açude Municipal” até o dia da eleição… e consequentemente, muita coisa ainda irá acontecer…


%d blogueiros gostam disto: