Água Branca: Defensorias ganham melhor estrutura para atendimentos

A Defensoria Pública do Estado do Piauí divulgou que tem dotado Defensorias regionais de melhor estrutura física, para oferecer melhores condições de trabalho aos defensores, servidores e estagiários, assim como de atendimento aos seus assistidos.

De acordo com a Defensoria do Piauí, as Defensorias de Água Branca, Oeiras, Piripiri, de Luzilândia e Picos, por exemplo, são algumas que contam agora com novas instalações e passaram por reformas. Em Cocal foi instalada uma Defensoria Regional no mês de julho, passando os moradores da cidade a não terem mais que se deslocar para outros municípios em busca do atendimento da Instituição. Em São Raimundo Nonato foi instalado também em julho um Núcleo de Defesa da Mulher, representando mais um diferencial no atendimento prestado pela Defensoria no Município. A Defensoria Regional de Picos também passa por adequações. Para o ano de 2017 existe a previsão de melhorias em outras Regionais assim como de expansão da Instituição no Piauí.

Para o defensor público Jefferson Calume de Oliveira, titular da Defensoria Regional de Água Branca, o espaço próprio da Instituição no município foi um ganho.  “É necessário agradecer o empenho da atual gestão da Diretoria Regional, na pessoa da Dra. Andrea de Carvalho, que viabilizou junto com sua equipe e com apoio da Defensoria Geral esta conquista”, pontuou.

“A implementação do Núcleo de Defesa da Mulher Vítima de Violência na comarca de São Raimundo Nonato representa um enorme avanço no que diz respeito à promoção e à garantia de direitos dessas mulheres, que passam a contar com um Núcleo em que é feito não apenas o atendimento jurídico, mas que oferece também apoio e profissional especializado em serviço social”, disse á época da instalação a defensora pública Lívia Oliveira Revorêdo, coordenadora do Núcleo.

“Agora teremos condições de, além de trabalhar em um bom ambiente, também oferecer um acolhimento mais confortável e com maior qualidade aos nossos assistidos”, disse a defensora pública Germana Melo Bezerra Diógenes Pessoa, titular da Defensoria Pública Regional de Luzilândia.

“É com grande alegria que estamos implementando essas mudanças nas Defensorias Regionais, buscando oferecer maior conforto, sempre com obediência aos padrões de acessibilidade. São espaços com infraestrutura adequada para continuarmos a atender com qualidade a população carente, uma vez que a Defensoria Pública tem envidado todos os esforços, inobstante a carência de recursos, para firmar como paradigma de atendimento ao público, um serviço de excelência, com humanidade e qualidade”, afirma a diretora das Defensorias Regionais, defensora pública Andrea de Jesus Carvalho.

“Estamos procurando gradualmente garantir condições dignas de trabalho e atendimento dentro das nossas Defensorias Regionais, tendo por objetivo prestar um serviço cada vez mais produtivo que trará ganhos para todos os envolvidos”, ressalta a defensora pública geral, Francisca Hildeth Leal Evangelista Nunes.

Defensora pública Lívia Revorêdo: Foto: Lázaro Lemos

%d blogueiros gostam disto: