Comando Geral da PM visa implementar projeto antirracista para policiais militares


A Polícia Militar do Piauí está estudando a implantação de um projeto antirracista para os policiais militares. A meta é incluir nas grades curriculares dos cursos de formação da instituição a temática.

O tema foi debatido em reunião entre o comandante-geral da PM-PI, coronel Scheiwann Lopes, a superintendente da promoção da igualdade racial e povos originários da Secretaria de Estado da Assistência Social (Sasc), Assunção Aguiar;  o diretor de Igualdade Social, professor Bispo; o subcomandante do Centro de Educação Profissional (CEP), tenente-coronel Ronald e o diretor de Ensino, Instrução e Pesquisa (Deip), coronel Mota.

“Estamos em conjunto com o CEP e a Deip para inclusão nas nossas grades curriculares, massificando com o curso de capacitação, complementando as cargas horárias daquilo que entendemos ser pertinentes para a sociedade”, ressaltou o comandante da PM-PI.

Para a superintendente da promoção da Igualdade Racial e Povos Originários do Piauí, Assunção Aguiar, a implantação da temática para os policiais militares é de suma importância para uma sociedade mais justa. “Nossa proposta foi muito bem acolhida pelo comandante-geral e toda sua equipe. É isso que a gente quer, uma polícia antirracista”.

“Por meio dessa colaboração, a Polícia Militar do Piauí busca uma formação cada vez mais sólida sempre focando na formação de excelência para que tenhamos profissionais à altura do que a sociedade merece, para prestar um serviço de qualidade e com respeito a todas as pessoas, finalizou o coronel Scheiwann Lopes.



Deixe um comentário