FMS inicia serviço especializado para profissionais que estão expostos a riscos de contaminação

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) inicia nesta quarta-feira (18), às 8h30, um novo atendimento aos profissionais da rede hospitalar que estão expostos a acidente de trabalho e contaminação com material infectante. O prefeito de Teresina Doutor Pessoa e o presidente da FMS, Gilberto Albuquerque, farão a entrega de kit de medicação de Profilaxia Pós-Exposição (PEP) para testes de HIV, hepatites B e C e sífilis. A entrega dos Kits será no Hospital do Promorar.

Também nesta quarta, às 10h, terá o treinamento online com o médico infectologista Carlos Gilvan para os profissionais da rede hospitalar sobre a profilaxia pós-exposição de risco à infecção (PEP) pelo HIV e hepatites virais durante os acidentes ocupacionais.

A diretora de Atenção Especializada (DAE), Fátima Garcêz, explica que os trabalhadores da saúde no seu dia a dia estão em constante risco. “Existe muita exposição principalmente com materiais perfurocortantes, o que leva a exposição a material biológico, podendo adquirirem HIV e Hepatites B e C”, diz.

No ano de 2020, foram 148 notificações de acidentes dessa natureza e em 2021 já totalizam, até o mês de julho, 66 acidentes em trabalhadores da saúde. Após esse tipo de acidente, os trabalhadores eram encaminhados para o Hospital Natan Portela, a fim de que fossem avaliados por um médico e, caso fosse necessário, recebessem o kit com medicamentos para realizar a profilaxia pós-exposição, a fim de evitar o risco de transmissão de HIV e Hepatite B e C.

O novo serviço é uma recomendação do Ministério da Saúde, publicada através do Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para a Profilaxia Pós-Exposição (PEP) de risco à infecção pelo HIV E Hepatites Virais de 2021, que orienta que hospitais e outros serviços de serviços de saúde devem fazer prescrição efetiva da PEP, ampliando a oferta de tais medicações e orientações aos trabalhadores da saúde.

%d blogueiros gostam disto: